Equador prepara esquema de segurança para pegar o Brasil

Cerca de 1.200 policiais trabalharão na partida de domingo em Quito pelas Eliminatórias da Copa de 2010

EFE,

26 de março de 2009 | 17h43

O Equador prepara um grande esquema de segurança para o jogo de domingo contra o Brasil, em Quito, válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2010.

Veja também:

linkParaguai é mais difícil que Brasil, diz técnico do Equador

linkMédico diz que Kaká ainda não está bem para jogar

tabela Eliminatórias da Copa - Classificação

lista Eliminatórias da Copa - Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Um membro da organização do evento informou que cerca de 1.200 policiais trabalharão na segurança da partida.

"Estamos trabalhando para que a organização funcione de forma precisa, como vem acontecendo nos jogos das Eliminatórias. Por isso, a Polícia local terá por volta de 1.200 agentes trabalhando neste evento", destacou o porta-voz.

Segundo a organização, a polícia atuará dentro e fora do estádio, tomando conta das ruas localizadas a até cinco quarteirões do palco da partida.

"Para que tudo flua da melhor maneira, os portões serão abertos cinco horas antes do jogo (marcado para as 18h de Brasília)", disse.

Fontes da federação equatoriana informaram que o estádio Atahualpa tem capacidade para 44 mil torcedores, mas só receberá 36 mil para que as normas da Fifa sejam atendidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.