Equatorianos dizem que Brasil humilhou mesmo sem jogar

Para a imprensa, seleção foi o cordeiro que o Brasil sacrificou em seu ritual de reconciliação com a torcida

Efe,

18 de outubro de 2007 | 11h59

A imprensa equatoriana afirmou nesta quinta-feira que o Brasil não precisou mostrar muito para humilhar a seleção do país por 5 a 0 no Maracanã, pela segunda rodada das Eliminatórias Sul-americanas à Copa do Mundo de 2010. Veja Também: Crônica do jogo: Brasil 5 x 0 Equador  Você acha que após a goleada sobre o Equador, a seleção brasileira engrena nas Eliminatórias? Classificação  Calendário / Resultados  "O Brasil, com pouco, humilhou ao Equador", disse o El Universo, acrescentando que os equatorianos viveram um pesadelo quarta-feira no Maracanã. "O plano do técnico Luis Fernando Suárez era usar três volantes de contenção para destruir as jogadas criativas do meio-campo do Brasil, mas ontem à noite a destruída foi a seleção equatoriana", comentou a publicação. Já o Expreso disse que o jogo foi uma "surra na Maracanã", contra uma "inofensiva" seleção do Equador. Para o jornal, o resultado coloca por terra todo o prestígio adquirido pelo Equador nos últimos dois anos, com classificações às Copas de 2002 e 2006. Para o La Hora, o Brasil goleou um Equador mal organizado pelo técnico. "Embora ainda faltem 16 rodadas para o fim das Eliminatórias, as estatísticas não favorecem em nada o técnico, que parece ter se esquecido de como posicionar os jogadores em campo após o Mundial da Alemanha", afirmou. "O Brasil demoliu o Equador com cinco gols" foi a manchete do Hoy, que apontou também que a sensação ruim após a derrota à Venezuela na estréia ficou ainda pior com o resultado desta quarta-feira. Por sua vez, o El Comercio disse que a seleção do Equador cumpriu seu destino: "Foi o cordeiro que o Brasil sacrificou em seu ritual de reconciliação com o Maracanã, garantindo uma festa que ia além dos simples três pontos nas Eliminatórias". "Esperava-se que a equipe equatoriana, mesmo pressionada, oferecesse mais resistência, algo que somente ocorreu em parte do segundo tempo. Concluindo: o Equador levou a pior goleada dos últimos dez anos nas Eliminatórias sul-americanas. O futuro é desanimador", acrescenta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.