Equatorianos se desentendem por causa da premiação

O clima esquentou na seleção equatoriana por causa da premiação de US$ 30 mil por vitória na primeira fase da Copa do Mundo. Liderados pelo atacante Agustín Delgado, os jogadores consideraram o valor baixo e reclamaram com os dirigentes - o prêmio é o mesmo do Mundial de 2002.Descontente, o técnico da seleção, Luis Suárez, cutucou Delgado, afirmando que "ele ainda tinha que entrar em condições de jogo para a partida contra a Polônia", na estréia do Mundial, dia 9 de junho, em Gelsenkirchen.Suárez também contou que o jogador teria um problema no joelho e precisaria se recuperar - o atacante não participou de nenhum dos dois amistosos que o Equador realizou para a Copa. Por sua vez, Delgado desmentiu o treinador e afirmou que está bem fisicamente e que não joga por "outros motivos".Porém, mesmo com informações desencontradas, Delgado foi confirmado para a estréia da seleção equatoriana. Aliás, outro jogador que era dúvida para a partida teve sua participação confirmada, o zagueiro Ivan Hurtado, que sofreu uma lesão no joelho, além de uma infecção estomacal.Mesmo com o clima conturbado, o técnico Suárez acredita que conseguirá a classificação às oitavas-de-final da Copa. Além da Polônia, o Equador vai enfrentar a Costa Rica e a Alemanha pela primeira fase do Mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.