Equilíbrio marca fraco empate entre Argentina e Holanda

O equilíbrio nos números traduz muito bem o empate sem gols entre Argentina e Holanda, nesta quarta-feira, em Frankfurt. Um jogo muito pegado, mas aquém do que muitos esperavam das duas equipes já classificadas para as oitavas-de-final do Mundial. Só para se ter uma idéia, ambas equipes acertaram somente três finalizações em gol.Na posse de bola a Holanda levou uma leve vantagem: 53% contra 47% dos argentinos, mas mesmo com certo domínio territorial, os holandeses não conseguiram produzir muito em uma partida caracterizada por dois setores de meio campo que se preocuparam mais em marcar do que em criar.Em se tratando de marcação, os holandeses abusaram das faltas. Foram 23 infrações cometidas pelos europeus, que levaram três cartões amarelos. Os sul-americanos, ao contrário do que tradicionalmente fazem, pegaram leve nas faltas: só fizeram 17 e foram advertidos duas vezes com cartões amarelos. Eleito melhor jogador da partida, Carlitos Tevez (craque do Corinthians) foi um dos poucos destaques do jogo, porém, mais pela raça do que pela qualidade. Aliás, técnica foi uma palavra que passou longe deste confronto tão aguardado pela promessa de bom futebol.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Argentina, 10; Holanda, 9 Finalizações certas: Argentina, 3; Holanda, 3 Faltas cometidas: Argentina, 17; Holanda, 23 Cartões amarelos: Argentina, 2; Holanda, 3 Cartões vermelhos: Argentina, 0; Holanda, 0 Escanteios: Argentina, 10; Holanda, 7 Impedimentos: Argentina, 4; Holanda, 1 Posse de bola: Argentina, 55%; Holanda, 45% Melhor jogador da partida: Carlitos Tevez (Argentina)(Com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.