Erazo é liberado, não joga última rodada, mas Grêmio ainda tenta renovar

O zagueiro Erazo pode ter feito, diante do Atlético-MG, a sua última partida com a camisa do Grêmio. O defensor voltou a sentir dores na planta do pé esquerdo, sintoma da fascite plantar que o incomodou ao longo da temporada, e não enfrenta o Joinville, domingo, em Santa Catarina.

Estadão Conteúdo

03 de dezembro de 2015 | 18h57

O Grêmio aproveitou que o jogador não tem contrato para a próxima temporada e o liberou para voltar ao Equador, mas ainda sonha com a renovação. O jogador pertence ao Estoril, de Portugal, e tem contrato por empréstimo apenas até o fim do ano. A ideia da diretoria é garantir Erazo por mais um ano, uma vez que não dispõe de R$ 9 milhões para comprá-lo.

"A negociação continua. Houve uma mudança de cenário, e por consequência uma mudança de valores. Embora eu não garanta que ele está contratado ou não, a liberação dele não tem relação com isso. A primeira possibilidade era uma venda direta. Agora um empréstimo, quase um aluguel de direitos, mas também em dólar, o que torna tudo mais complicado", explicou diretor executivo de futebol do clube, Rui Costa, em entrevista coletiva.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.