Site oficial/Náutico
Site oficial/Náutico

Erick faz gol de bicicleta, mas Náutico perde para o Criciúma em casa

Pernambucanos continuam na lanterna da Série B, com apenas oito pontos

Estadão Conteúdo

29 de julho de 2017 | 21h38

Nem o golaço de bicicleta de Erick, revelação de 19 anos, impediu mais uma derrota do Náutico dentro do Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta noite de sábado, na Arena Pernambuco, perdeu para o Criciúma, por 2 a 1, pela 17.ª rodada. Há quatro meses sem vencer em casa, o time pernambucano é o time que mais perdeu até agora. Sofreu sua 11.ª derrota e continua na lanterna com apenas oito pontos. O Criciúma faz boa campanha, com 26 pontos, em sétimo lugar, e podendo sonhar ainda com o acesso.

Para não dar moral ao mandante, o Criciúma começou o jogo a todo vapor, indo ao ataque. Logo aos dois minutos abriu o placar. Após aliviada da defesa, Silvinho soltou a bomba. A bola desviou no peito de Diego Giaretta e entrou. Havia dúvida sobre sua posição, mas Henrique Ávila, do lado esquerdo, dava condições ao defensor visitante. Talvez para não se complicar, a arbitragem anotou o gol para Silvinho.

O Náutico demorou para se reerguer, mas só deu um chute de longe para a defesa do seguro goleiro Luiz. No intervalo, o técnico Beto Campos tirou o volante Jobson para a entrada de Bruno Mota. O time pernambucano se adiantou, deu uma blitz no adversário. Só não empatou no primeiro minuto porque Erick perdeu gol certo na frente de Luiz, que defendeu o chute fraco à queima-roupa

Mas o time da casa empatou com um golaço aos seis minutos. Após desvio na defesa, a bola ganhou altura e na queda o garoto Erick acertou uma bicicleta com a perna esquerda. Com apenas 19 anos, ele é a revelação do time e artilheiro do time na temporada, com oito gols. Mas este foi seu primeiro nesta Série B.

Só que a alegria do lanterna durou pouco. O Criciúma voltou a ficar na frente aos nove minutos. Silvinho tabelou com Jocinei e recebeu na frente para bater cruzado. Depois disso o jogo ficou aberto. O Náutico criou as melhores chances, porém, encontrou no goleiro Luiz seu grande algoz. Aos 17 minutos, ele pegou outro chute a curta distância de Léo; aos 28, espalmou falta cobrada por Aislan e aos 33 minutos deu um tapa no alto para evitar gol de Erick, que tentou cruzar.

Debaixo de chuva o tempo foi passando e o Náutico desanimando. O goleiro Luiz nem foi mais exigido, mas deixou o campo como herói, na noite em que completou 150 jogos com a camisa 1 do time catarinense.

Na terça-feira os dois times vão jogar pela 18.ª rodada. O Náutico vai até Goiânia para enfrentar o vice-líder Vila Nova-GO, enquanto o Criciúma viaja a Fortaleza para enfrentar o Ceará.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 1 X 2 CRICIÚMA

NÁUTICO - Tiago Cardoso; Léo (David), Aislan, Phelipe Gabriel e Henrique Ávila; Amaral, Jobson (Bruno Mota), Diego Miranda (Vinícius) e Erick; Iago e Gilmar. Técnico: Beto Campos.

CRICIÚMA - Luiz; Diogo Mateus, Edson Borges, Nino e Diego Giaretta; Barreto (Erick Flores), Jonatan Lima e Jocinei (Ricardinho); Silvinho (Alisson Farias), Lucão e Caio Rangel. Técnico: Luis Carlos Winck.

GOLS - Silvinho, aos 2 minutos do primeiro tempo; Erick, aos 6, e Silvinho, aos 9 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).

CARTÕES AMARELOS - Jobson e Bruno Mota (Náutico); Ricardinho (Criciúma).

RENDA - R$ 23.110,00.

PÚBLICO - 4.085 total.

LOCAL - Arena Pernambuco, em Recife (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.