Bruno cantini/Atlético
Bruno cantini/Atlético

Erik aposta na versatilidade para ganhar chance no Atlético-MG

Jogador que veio do Palmeiras pode atuar em várias posições no ataque

Estadão Conteúdo

31 Janeiro 2018 | 16h54

Um dos reforços do Atlético Mineiro para a atual temporada, o atacante Erik, ex-Palmeiras, aposta na versatilidade que o fez se destacar no Goiás para poder ganhar uma chance neste início de ano com o técnico Oswaldo de Oliveira.

+ Sem Valdívia, Oswaldo faz cinco testes nos reservas do Atlético-MG

+ Cruzeiro diz que pagará multa por Fred ao Atlético-MG em juízo

"Tenho o lado da versatilidade, jogo do lado esquerdo, do lado direito. No Goiás, também vivi uma grande fase jogando por dentro, como segundo atacante, mas, como sou um jogador de velocidade, me sinto melhor jogando pelas beiradas. Temos jogadores de muita qualidade, de muito potencial, e estou muito preparado para, quando o Oswaldo precisar, fazer o meu melhor", disse o atacante.

Mesmo versátil, o atacante, que está emprestado pelo Palmeiras, sabe que assim como aconteceu no clube paulista, também enfrenta forte concorrência para buscar um espaço entre os titulares. Se jogar pelas pontas, disputa posição com Roger Guedes, Hyuri, Otero e Valdívia. Se atuar mais centralizado, como referência, o que é menos provável, tem o jovem Carlos e o veterano Ricardo Oliveira, este titular absoluto, como concorrentes.

Sobre essa "briga" por vagas no time titular, Erik ressaltou que o ambiente no grupo é bom e cada um torce pelo outro, sem vaidade, mas garantiu estar preparado caso o técnico Oswaldo de Oliveira o escolha para entrar em campo.

"Cada atleta se dedica e dá o seu melhor para sempre buscar o seu espaço. Estou sempre apoiando e torcendo pelos meus companheiros no dia a dia porque, quando se faz um grupo, tem que se tornar uma família. Claro que você tem sempre a esperança de jogar, mas só 11 começam e você precisa se dedicar e trabalhar para, quando surgir a oportunidade, dar o seu melhor", garantiu.

O jogador minimizou os recentes tropeços - derrota para o Villa Nova e empate com o Patrocinense - e destacou que os maus resultados não mudam o planejamento da equipe mineira, especialmente pelo fato de ainda se tratar de começo de temporada.

"É o começo de uma temporada. A gente vem trabalhando no dia a dia. Esses dois últimos resultados não mudam nosso planejamento e o objetivo, que é brigar por títulos. Estamos focados no dia a dia. Agora, as coisas se afunilaram mais e a equipe vai começando a ser definida", concluiu.

Mais conteúdo sobre:
futebol Erik Atlético Mineiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.