Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Jonathan Nackstrand/AFP
Jonathan Nackstrand/AFP

'Ele tinha partido', diz médico da Dinamarca sobre parada cardíaca de Eriksen em campo

Camisa 10 do time dinamarquês acorda bem e manda cumprimentos aos companheiros de seleção: ele continua no hospital, estável, mas em observação após uma série de exames

Redação, Estadão Conteúdo

13 de junho de 2021 | 09h32
Atualizado 14 de junho de 2021 | 10h26

Christian Eriksen permanece hospitalizado em Copenhague. O astro da seleção dinamarquesa será submetido a exames complementares para um diagnóstico preciso sobre o mal súbito que teve no sábado, em estreia na Eurocopa. O jogador caiu desacordado em campo e passou por reanimação cardíaca. Após o susto, a Federação Dinamarquesa de Futebol informa que seu estado é estável neste domingo.

Eriksen acordou bem e foi logo mandando cumprimentos aos companheiros de seleção, de quem recebeu enorme apoio logo que desmaiou, no estádio Parken, em Copenhague. O meia sabe que os companheiros ficaram bastante abalados com o incidente, ocorrido aos 42 minutos do jogo contra a Finlândia, e tentar tranquilizar a todos.

"Esta manhã falamos com Christian Eriksen, que mandou cumprimentos aos seus companheiros. Suas condições estão estáveis e ele continua hospitalizado para exames adicionais", informou a Federação Dinamarquesa de Futebol, em nota.

A entidade aproveitou para agradecer todas as manifestações de carinho e apoio para com o camisa 10 da seleção. "Gostaríamos de agradecer a todos pelas sinceras saudações a Christian Eriksen, de fãs, jogadores, famílias reais da Dinamarca e da Inglaterra, associações internacionais, clubes...", agradeceu. "Encorajamos a todos a enviarem os seus cumprimentos à FA dinamarquesa certificando que estão todos bem."

Os integrantes da seleção dinamarquesa passaram por ajuda psicológica após ficarem extremamente abalados e seguem recebendo apoio, de acordo com a Federação. "A equipe e o staff da seleção nacional receberam ajuda e continuarão sendo apoiados após o incidente de ontem."

Eriksen ainda não tem previsão de alta, mas todos esbanjam confiança que o desmaio não passou de um susto e ele poderá, sim, retornar aos campos. Mas, apenas após todos os exames comprovarem que seguirá saudável para a prática esportiva.

Em entrevista coletiva, o médico da seleção dinamarquesa Morten Boesen e o treinador Kasper Hjulmand comentaram a situação enfrentada por Christian Eriksen e como o elenco lidou com o problema. Emocionado, o médico confirmou que o jogador sofreu uma parada cardíaca e precisou passar por manobra de ressuscitação.

"Ele tinha partido, e fizemos a manobra. Trouxemos Eriksen de volta rapidamente. Foi muito rápido. Sobre os detalhes, preciso deixar os especialistas do hospital falarem. Ele ainda está estável e, dentro das circunstâncias, está bem", explicou Boesen. Já o técnico da Dinamarca comentou a condição psicológica dos seus comandados e demonstrou arrependimento por ter aprovado a continuidade do jogo com a Finlândia.

"Os jogadores estavam em condição de choque, jogadores que ainda não sabiam direito se tinham perdido um amigo. Eu tenho a sensação de que não deveríamos ter jogado. É só um sentimento. É apenas meu sentimento agora, foi uma decisão difícil. Eu tenho a sensação de que foi um erro", contou Kasper Hjulmand, que também disse que Eriksen, em contato com os companheiros pediu para que eles jogassem.

"Ele estava preocupado conosco e com a família. Perguntou como estavam, e isso é típico de Christian. Isso mostra a grande generosidade dele e a grande pessoa que Christian é. Ele gostaria que nós jogássemos. Vamos tentar se podemos nos manter juntos e jogar por Christian", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.