Eriksson não deve continuar no Manchester City, diz empresário

Sven-Goran Eriksson não deve continuarcomo técnico do Manchester City na próxima temporada, disse seuagente nesta terça-feira. A imprensa britânica especula que o ex-treinador da seleçãoinglesa está próximo de pedir demissão ou ser demitido após odono do clube, o tailandês Thaksin Shinawatra, ter dito estemês que estava insatisfeito com as últimas exibições da equipee que queria mudanças. Perguntado se o sueco ainda estará à frente da equipe noinício da próxima temporada, o empresário de Eriksson, AtholeStill, disse ao Sky Sports News: "Isso parece contra asapostas." Eriksson, que é popular com os torcedores após uma boaprimeira temporada na equipe, que incluiu duas vitórias sobre orival e líder do Campeonato Inglês Manchester United, disse queencontrou com Thaksin no fim de semana, mas não deu detalhessobre as conversas. "O presidente e eu conversamos no fim de semana, mas eu nãoquero comentar mais nada", disse ele em comunicado no siteoficial do clube. "O jogo com o Liverpool no domingo é mais importante, e nósestamos trabalhando muito duro para nos prepararmosadequadamente para a viagem ao Anfield e para o nosso últimojogo da temporada contra o Middlesbrough." De acordo com o agente, as conversas entre o técnico e odirigente não foram muito boas. "Não está parecendo bem. Com certeza, não houve a melhordas conversas entre ele e o senhor. Shinawatra", afirmou. Thaksin comprou o City no ano passado, após ter sidodeposto do cargo de primeiro-ministro em um golpe militar, econtratou Eriksson como treinador. Um comunicado no site do City nesta terça-feira repetiu aintenção de Thaksin de realizar uma avaliação de desempenho daequipe quando a temporada acabar. "O dr. Thaksin Shinawatra recentemente afirmou que seráfeita uma reavaliação geral do clube no fim da temporada. Asituação continua a mesma", disse o porta-voz Paul Tyrrell emcomunicado. (Por Sonia Oxley)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.