Erros de passes incomodam Leão

Apesar de ter colocado em campo quase todos os titulares, o treinador não gostou da atuação do time brasileiro contra os Estados Unidos no primeiro tempo, principalmente por causa do excessivo número de passes errados. "Fomos mal coletivamente e taticamente".As alterações que fez no intervalo, pondo Ricardinho, Edílson e Euller no lugar de Vampeta, Juninho Paulista e Christian, mudaram a cara da seleção, que teve atuação bem melhor na segunda etapa. Romário reconheceu que jogou mal - deu apenas um chute a gol - e ressaltou que o time todo ficou devendo um bom futebol.Os atletas mais elogiados pela atuação no jogo de sábado, em Pasadena, foram Lúcio, Silvinho e Ronaldinho Gaúcho. "O Ronaldinho foi muito bem; parou apenas nos 15 minutos finais porque estava cansado", analisou Leão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.