Erros do time preocupam palmeirenses

Apesar de comemorar a vitória e a liderança da chave com seis pontos, os jogadores do Palmeiras fizeram ressalvas à atuação da equipe, especialmente no segundo tempo da vitória por 3 a 2 sobre o Brasiliense, nesta terça-feira, no Palestra Itália. Admitiram também que os erros nas jogadas aéreas têm de ser corrigidos antes da partida de sábado contra o Sport, em Recife. "Tivemos sorte de fazer a vantagem de 3 a 0 no primeiro tempo. Mas o jogo provou que nunca as coisas serão fáceis. Temos de lembrar que vamos enfrentar o Brasiliense na casa deles. O time ainda está errando", avisou Marcos.O goleiro palmeirense estranhou a mudança de comportamento do time. "Não sei por que isso aconteceu. Não foi pedido do Jair (Picerni) para que a equipe recuasse. Mas a arbitragem do Gaciba deixou muito a desejar. Eu até gosto dele, mas dar um pênalti como o que ele deu é brincadeira."O volante Marcinho concorda: "A vitória tem de ser comemorada pela determinação do grupo. No entanto, não dá para bobear como hoje. O susto que levamos deve servir de alerta." O meia Elson colocou o dedo na ferida. "Não tem como esconder, o time se acomodou. E voltou a errar em lances de bola parada. Temos de corrigir os erros, o Sport é perigoso e jogando em casa vai nos dar muito trabalho." O zagueiro Leonardo aproveitou o gol que marcou para desabafar. "Foi o gol da afirmação. Por isso comemorei fazendo um coração para a torcida, para minha esposa e para minha mãe, que está fazendo aniversário." Brasiliense - Do outro lado, o técnico Benazzi ficou irritado: "Fomos prejudicados pelo juiz. Ele deixou de marcar uma falta a nosso favor no lance que acabou no segundo gol do Palmeiras."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.