Erros irritam jogadores do Palmeiras

Os jogadores do Palmeiras estavam inconformados com o empate contra o Gama por 2 a 2, após estarem duas vezes na frente do placar. Diego Souza, que marcou o primeiro gol da partida, resumiu o sentimento de frustração, ressaltando que se o grupo cometer erros primários como os deste sábado, especialmente nos dois gols sofridos no primeiro tempo, dificilmente terá condições de subir para a Primeira Divisão. "Parecia que o Palmeiras estava lutando para fugir do rebaixamento. Mas não quero culpar especialmente a defesa, Todos são culpados aqui." Diego lembrou que a preocupação da equipe deve estar voltada para a próxima fase. E admitiu que as duas próximas semanas serão importantes para o grupo se entrosar."Estou preocupado com os erros. Tomara que nos próximos dias possamos colocar a cabeça no lugar para entrar com força nas finais." O técnico Jair Picerni também não estava satisfeito. "O Gama chegou aos gols aproveitando-se mais dos nossos erros do que da própria capacidade. Mas falhamos na marcação das jogadas que os originaram, Faltou atenção." Segundo o treinador, todos os times que jogam no Palestra se superam."Mas isso não é desculpa pelo resultado. O torcedor deixou o estádio frustrado." Para o lateral Baiano, o Gama acabou sendo um grande adversário mesmo estando na penúltima colocação da Série B."Foi um time complicado. Mas nós tivemos uma boa parcela de culpa pelo resultado. Falhamos em lances de bola parada e sofremos dois gols que poderiam ter sido evitados." O meia Elson, que entrou em lugar de Magrão no início do primeiro tempo, também mostrava-se dscontente com o rendimento do time. "Se tomarmos gols como os que tomamos hoje (ontem) na próxima fase, não será fácil conquistar o acesso." O departamento médico do clube terá muito trabalho esta semana.Magrão, com uma contusão na coxa esquerda, Lúcio, que recebeu uma pancada no joelho esquerdo, e Alceu, que torceu o joelho esquerdo, estão praticamente fora do jogo contra o Avaí, sábado que vem, em Florianópolis. Neste domingo, serão reavaliados pelo médico Fúlvio Rossetti.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.