Escocês Andy Murray é eleito ícone gay do tênis

O melhor tenista do mundo, Roger Federer, da Suíça, ficou na terceira posição

EFE,

29 de maio de 2008 | 20h04

O escocês Andy Murray ficou em primeiro lugar na enquete elaborada pelo tablóide britânico "Daily Star" que visava eleger o tenista preferido do público gay.Murray obteve 24% dos votos, quatro a mais que o australiano Mark Phillippoussis, segundo colocado. O suíço Roger Federer, líder do ranking da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais), e o americano Andy Roddick ficaram empatados na terceira posição com 18%.Já o espanhol Rafael Nadal, com 14%, ficou na quinta colocação. Adrian Gillian, porta-voz do tablóide, afirmou que Murray é um jogador "ligeiramente vulnerável" e que "seu acento escocês é sexy".

Tudo o que sabemos sobre:
Andy MurrayRoger FedererGay

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.