Escócia vai recorrer de punição da Fifa por homenagem a soldados mortos na guerra

Jogo contra a Inglaterra pelas Eliminatórias da Copa de 2018 teve uma flor de papoula em ambos uniformes

Estadão Conteudo

09 Fevereiro 2017 | 18h18

A Associação de Futebol da Escócia anunciou nesta quinta-feira que vai recorrer da decisão da Fifa de multá-la pelo uso da flor de papoula em seu uniforme no jogo contra a Inglaterra pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. O símbolo é uma tradicional homenagem dos britânicos aos soldados mortos na Primeira Guerra Mundial.

"Nós recebemos as razões por escrito do Comitê Disciplinar da Fifa para a sanção imposta na comemoração do Dia da Memória durante o Inglaterra x Escócia pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Considerando as razões, informamos à Fifa nossa intenção de apelar contra a decisão", informou a entidade.

Tanto escoceses quanto ingleses entraram em campo no dia 11 de novembro do ano passado portando as flores de papoula no peito. A Fifa explicou que não questiona "comemorações específicas, já que respeitamos totalmente seu significado", mas reiterou que as seleções desrespeitaram a regra que proíbe a "promoção de símbolos políticos".

A Associação de Futebol da Inglaterra (FA) foi multada em 45 mil francos suíços (quase R$ 150 mil) por ter exibido o símbolo diante da Escócia, que, por sua vez, terá que pagar 20 mil francos suíços (cerca de R$ 66 mil).

Mais conteúdo sobre:
Futebol Internacional futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.