Esgotados ingressos para o clássico

Menos de cinco horas depois de abertas as bilheterias, esgotaram-se os ingressos para o clássico desta quarta-feira entre Palmeiras e São Paulo, pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América. Foram colocados 20 mil ingressos à venda - 18 mil para o Palmeiras, o clube mandante, e apenas 2 mil para os torcedores são-paulinos. As bilheterias no Parque Antártica e Morumbi foram abertas pouco depois das 10 horas. Às 15 horas já não havia mais ingressos.A venda dos bilhetes foi marcada por muita confusão e uma série de incidentes. Os problemas maiores aconteceram no Morumbi. Desde as primeiras horas da manhã, milhares de torcedores se aglomeravam nos pequenos guichês do estádio. Sem organização, houve muita confusão nas filas. Muita gente voltou para casa sem ingresso o que provocou protestos de torcedores.Para piorar a situação, informações desencontradas contribuíram para aumentar a confusão. Uma delas dizia que o São Paulo havia cedido mil ingressos às torcidas organizadas do clube. A diretoria do São Paulo negou. ?Nós não subsidiamos torcidas organizadas. Temos respeito pelo torcedor são-paulino?, garantiu o diretor administrativo do clube, João Paulo Jesus Lopes.Por conta do forte calor, muitos torcedores passaram mal e tiveram de ser atendidos no ambulatório médico do estádio. Por volta de 12h15, os guichês do Morumbi foram fechados com a venda dos últimos ingressos.No Palestra Itália, a venda foi um pouco mais tranqüila, mas houve confusão nas filas por causa da presença de cambistas. ?Não tem como evitá-los. Mesmo com a venda de apenas três entradas por pessoa?, disse Roberto Frizzo, diretor financeiro do Palmeiras. O dirigente palmeirense acertou ao apostar que a carga de 18 mil ingressos iria se esgotar ainda nesta segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.