Eslovênia lamenta fim do sonho na Copa após gol dos EUA

O técnico da Eslovênia pediu tempo para seus jogadores lamentarem o fim do sonho de se classificar para as oitavas de final da Copa do Mundo, causado pelo gol norte-americano contra a Argélia no fim do jogo.

AGNIESZKA FLAK, REUTERS

23 de junho de 2010 | 16h32

A Eslovênia perdeu de 1 x 0 da Inglaterra em sua última partida pelo Grupo C, mas teria passado de fase com os quatro pontos obtidos em seus dois primeiros jogos.

Mas um gol marcado por Landon Donovan já nos acréscimos colocou os norte-americanos na liderança do grupo e a Inglaterra em segundo, eliminado assim Eslovênia e Argélia.

"Nossos atletas deveriam ser deixados em paz por algum tempo, porque estão passando momentos difíceis", disse o técnico Matjaz Kek.

Os jornalistas esperavam em vão para falar com os eslovenos sobre sua eliminação após a partida.

"Estou muito orgulhoso da Eslovênia e espero que o país seja capaz de respeitar nossas conquistas", declarou.

Com uma população de cerca de dois milhões de pessoas, a Eslovênia é o menor país presente no Mundial.

"Nosso time se esforçou muito e... irá ganhar com essa derrota", afirmou Kek.

A Eslovênia venceu sua partida contra a Argélia e empatou com os Estados Unidos - o que não é pouca coisa para uma seleção que saiu ainda na fase de grupos da Euro 2000 e da Copa de 2002 sem vencer uma só partida.

l

Tudo o que sabemos sobre:
COPAESLOVENIALAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.