Christian Hartmann/Reuters
Christian Hartmann/Reuters

Espanha critica Joseph Blatter após premiação da Fifa

Após Messi superar Xavi e Iniesta, imprensa local publicou que entidade 'despreza os campeões do mundo'

AE, Agência Estado

11 de janeiro de 2011 | 13h13

A imprensa espanhola atacou o presidente da Fifa, Joseph Blatter, nesta terça-feira, depois de Lionel Messi faturar o prêmio Bola de Ouro da Fifa, superando Andres Iniesta e Xavi Hernandez, que também defendem o Barcelona e faturaram o título da Copa do Mundo da África do Sul.

Veja também:

linkMessi surpreende e é eleito o melhor jogador do mundo pela 2.ª vez seguida

linkMarta eleita a melhor do mundo pela 5.ª vez seguida

linkMourinho: 'Em 2010, eu me dou nota 11'

especialTodos os premiados com a Bola de Ouro da Fifa

forum VOTE - Você aprova a escolha de Messi como Bola de Ouro?

"A Espanha está muito irritada", escreveu o diário esportivo espanhol AS. "Dois gigantes e um anti-espanhol", estampou em sua capa o jornal espanhol Marca, em referência a Messi, eleito melhor jogador do mundo, José Mourinho, escolhido melhor treinador, e Blatter. "Fifa despreza os campeões do mundo", escreveu o jornal ABC.

Messi ganhou o prêmio da Fifa pelo segundo ano consecutivo na segunda-feira, com a performance de destaque do argentino à frente do Barcelona superando a sua discreta Copa do Mundo, enquanto Iniesta e Xavi lideraram os campeões europeus ao primeiro título mundial. Iniesta marcou o gol da vitória por 1 a 0 na prorrogação contra a Holanda na final da Copa do Mundo, enquanto Xavi foi rotulado como o principal responsável pela organização da equipe.

Apesar de seis jogadores espanhóis terem sido incluídos na equipe ideal de 2010 da Fifa, o Marca disse que "sem dúvida, o maior perdedor nesta noite foi o futebol espanhol". "[Blatter] Teve a oportunidade de, mais uma vez, mostrar a sua má vontade em relação a tudo que é espanhol", escreveu. "Apenas alguns dias atrás, ele nos deixou sem a possibilidade de organizar a Copa do Mundo, optando pela Rússia [para sediar a Copa do Mundo de 2018] e ontem ele nos deixou sem um prêmio que o futebol espanhol merecia".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.