Espanha encerra 2011 no topo do ranking da Fifa; Brasil, em 6o

A Espanha manteve a liderança do ranking da Fifa e foi eleita a "seleção do ano" pela quarta temporada seguida, nesta quarta-feira, enquanto o País de Gales, inspirado pelo trabalho do técnico Gary Speed, que morreu este ano, foi considerado o time nacional que mais evoluiu em 2011.

REUTERS

21 de dezembro de 2011 | 11h28

Campeã mundial e europeia, a Espanha terminou 2011 em uma posição já familiar, à frente da Holanda e Alemanha.

As dez primeiras posições não sofreram mudanças em dezembro ante novembro, e o Brasil seguiu em sexto. O Uruguai, campeão da Copa América deste ano e semifinalista do Mundial passado na África do Sul, está em quarto.

Graças a suas atuações impressionantes na segunda metade do ano, incluindo vitórias sobre Montenegro, Suíça e Bulgária nas eliminatórias da Eurocopa de 2012, o País de Gales subiu 48 posições no ranking.

Gary Speed, o responsável pela mudança de patamar da equipe, foi encontrado morto em casa em novembro, aos 42 anos, após pouco mais de um ano no cargo.

Speed assumiu após o último jogo dos galeses em 2010 e, sob seu comando, a equipe subiu do 116o lugar no ranking para o top 50, conquistando mais pontos em 2011 do que qualquer outra equipe - 330 no total.

Veja os dez primeiros colocados do ranking (entre parênteses posição anterior)

1. (1) Espanha

2. (2) Holanda

3. (3) Alemanha

4. (4) Uruguai

5. (5) Inglaterra

6. (6) Brasil

7. (7) Portugal

8. (8) Croácia

9. (9) Itália

10. (10) Argentina

(Reportagem de Tim Collings)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTRANKINGESPANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.