Espanha, Inglaterra e Holanda mantém 100% nas eliminatórias

O atacante David Villa foi decisivo para que a Espanha, atual campeã européia, mantivesse na quarta-feira seu aproveitamento de 100 por cento nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, com a vitória sobre a Bélgica por 2 x 1. A Inglaterra, que venceu Belarus por 3 x 1, e a Holanda, que bateu a Noruega por 1 x 0, também mantiveram o aproveitamento total. A Grécia desperdiçou essa possibilidade ao perder em casa para a Suíça, 2 x 1. No Grupo 8, em Lecce, a campeã mundial Itália venceu a corajosa seleção de Montenegro por 2 x 1, dois gols do meia Alberto Aquilani. A Alemanha, favorita no Grupo 4, também enfrentou dificuldades contra Gales. Piotr Trochowski fez o único gol do jogo num chute de longa distância no segundo tempo. Já a Espanha, no Grupo 5, ampliou sua invencibilidade para 27 partidas, sendo quatro vitórias nas eliminatórias. Mas na quarta-feira o resultado sobre os belgas foi de virada. Villa marcou o gol da vitória aos 43 minutos do segundo tempo. Em Minsk, confirmando a boa fase do time de Fabio Capello, Wayne Rooney marcou duas vezes para os ingleses no segundo tempo, e agora soma cinco gols em três jogos. Desde as eliminatórias para a Copa do Brasil, em 1950, a Inglaterra não vence os quatro primeiros jogos da disputa. O time lidera o Grupo 6, com 12 pontos, 5 à frente de Croácia e Ucrânia. A Holanda também viajou para manter o aproveitamento total, embora só tenha feito três partidas. Em Oslo, o meia Mark van Bommel fez de voleio, aos 17 minutos do segundo tempo, o único gol da partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.