Espanha não consegue transformar domínio em gols

Apesar de jogar com os reservas, a seleção espanhola perdeu a chance de golear a Arábia Saudita pela última rodada do Grupo H. Os espanhóis deram 19 chutes ao gol de Zaid, enquanto os árabes só conseguiram dar 7. Por sinal, o goleiro árabe foi o principal responsável pelo magro 1 a 0, já que 13 finalizações espanholas foram certeiras.Na posse de bola, o domínio espanhol também foi superior (59%, contra 41% da seleção treinada pelo brasileiro Marcos Paquetá, que termina a competição sem conquistar nenhuma vitória). Como a Arábia não conseguia dar muitos toques na bolas, os jogadores tentavam chegar ao ataque através dos lançamentos - por esse motivo, a seleção da Ásia teve cinco impedimentos no jogo.Os árabes começaram a partida fazendo muitas faltas. No entanto, essa foi a arma utilizada pela Espanha no segundo tempo para segurar a vitória. Por esse motivo, cada equipe teve 22 infrações. O jogo aéreo também foi uma forte arma usada pela Espanha - foram 10 escanteios, contra 4 da Arábia.No final, o melhor em campo acabou sendo o único jogador que conseguiu transformar os números em gol: o zagueiro Juanito, da Espanha.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Arábia Saudita, 7; Espanha, 19 Finalizações certas: Arábia Saudita, 4; Espanha, 13 Faltas cometidas: Arábia Saudita, 22; Espanha, 22 Cartões amarelos: Arábia Saudita, 2; Espanha, 3 Cartões vermelhos: Arábia Saudita, 0; Espanha, 0 Escanteios: Arábia Saudita, 4; Espanha, 10 Impedimentos: Arábia Saudita, 5; Espanha, 0 Posse de bola: Arábia Saudita, 41%; Espanha, 59% Melhor jogador da partida: Juanito (Espanha)(Com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.