Themba Hadebe/AP
Themba Hadebe/AP

Espanha vence, mas África do Sul obtém classificação

Mesmo com a derrota por 2 a 0, time de Joel Santana conta com o empate do Iraque para seguir

AE, Agencia Estado

20 de junho de 2009 | 17h46

BLOEMFONTEIN - A Espanha não deu chances à África do Sul, de Joel Santana, e venceu os anfitriões neste sábado por 2 a 0, em Bloemfontein, na última rodada da fase de grupos da Copa das Confederações. Apesar da derrota, os sul-africanos ficaram com a segunda vaga do Grupo A e avançaram à semifinal da competição.

Veja também:

link Espanha estabelece recorde de vitórias consecutivas

link Joel mostra orgulho pelo esforço sul-africano e classificação

link Iraque só empata com Nova Zelândia e é eliminado

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Com mais este triunfo, a Espanha terminou a fase com 100% de aproveitamento e alcançou duas marcas importantes no futebol mundial. Os espanhóis se tornaram a seleção com o maior número de vitórias seguidas na história: 15. Além disso, igualaram o recorde de invencibilidade do Brasil, com 35 partidas sem derrotas. A seleção brasileira atingiu esta marca entre 1993 e 1996.

Já a África do Sul obteve a última vaga da chave com o empate sem gols entre Iraque e Nova Zelândia, que entraram em campo no mesmo horário que os donos da casa. O Iraque precisava vencer a partida por pelo menos dois gols para se classificar.

Neste sábado, a Espanha entrou em campo com um time misto, mas não teve problemas em se impor sobre os donos da casa. Depois de um primeiro tempo sem grandes emoções, os espanhóis voltaram melhor do intervalo e quase abriram o placar aos 5 minutos do segundo tempo.

Fabregas foi derrubado na área. Na cobrança do pênalti, David Villa parou na boa defesa do goleiro Khune. O atacante, porém, se redimiu na sequência. Um minuto depois do pênalti, Villa recebeu passe dentro da área, dominou no peito e bateu no canto esquerdo para inaugurar o marcador.

Aos 27 minutos, Llorente, que entrou no segundo tempo na vaga de Fernando Torres, aproveitou cruzamento de Fabregas pela esquerda e mandou para o fundo das redes, definindo o placar.

A Espanha agora espera os jogos deste domingo, do Grupo B, para conhecer o seu próximo adversário na competição. As quatro seleções da chave ainda têm chances de classificação. As partidas entre Brasil e Itália, e Egito e Estados Unidos serão disputadas ao mesmo tempo, às 15h30.

Espanha 2 x 0 África do Sul

Espanha - Pepe Reina; Carles Puyol, Raul Albiol, Gerard Pique, Alvaro Arbelo; Sergio Busquets, Xavi, Cesc Fabregas, Albert Riera (Cazorla); David Villa (Pablo), Fernando Torres (Llorente). Técnico: Vicente Del Bosque.

África do Sul - Itumeleng Khune; Siboniso Gaxa, Aaron Mokoena, Matthew Booth, Tsepo Masilela; Steven Pienaar, MacBeth Sibaya (Mashego), Kagisho Dikgacoi, Benson Mhlongo, Teko Modise; Bernard Parker (Tshabalala). Técnico: Joel Santana.

Gols - David Villa, aos 6, e Llorente, aos 27 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Albiol, Pique (Espanha); Sibaya, Modise, Dikgacoi (África do Sul).

Árbitro - Pablo Pozo (CHI).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Free State Stadium, em Bloemfontein (África do Sul).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.