Espanhóis já imaginam final contra seleção brasileira

A possibilidade de um confronto entre Espanha e Brasil era uma das atrações da Copa das Confederações, antes mesmo do início do evento na África do Sul. Agora que as duas seleções estão nas semifinais e são favoritas em seus jogos, a expectativa aumenta. E os jogadores espanhóis já pensam no eventual confronto.

AE-AP, Agencia Estado

22 de junho de 2009 | 15h06

"Chegar à final contra o Brasil seria ótimo, o jogo seria muito bom e é algo em que pensamos desde antes de vir para cá. Estamos a caminho de conseguir isso", disse o lateral-esquerdo Joan Capdevilla. Ele fez questão de lembrar, contudo, que para chegar á decisão os espanhóis terão de derrotar os Estados Unidos.

"Imaginar uma final sem pensar em nosso jogo na semifinal seria um erro. Ninguém sabe se estaremos ou não na decisão, então temos de pensar primeiro nos Estados Unidos", afirmou o defensor.

A Espanha terminou a fase com 100% de aproveitamento e alcançou duas marcas importantes no futebol mundial. Os espanhóis se tornaram a seleção com o maior número de vitórias seguidas na história: 15. Além disso, igualaram o recorde de invencibilidade , com 35 partidas sem derrotas - O Brasil atingiu esta marca entre 1993 e 1996.

"Acho que começaremos o jogo contra os Estados Unidos como favoritos, assim como o Brasil é favorito contra a África do Sul", disse o zagueiro Gerard Pique, outro que também aguarda o confronto na decisão. Mas o defensor do Barcelona também fez questão de dizer que nenhum país tem vaga certa na final.

"Os jogos de ontem [domingo] mostraram que a lógica nem sempre existe no futebol. Temos de fazer nosso trabalho e buscar a vitória desde o início. Só depois de vender poderemos pensar na final e em nosso adversário", disse Pique.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.