Espanhóis respiram aliviados após vitória com gol no fim

Atual campeã continental e mundial, nesta segunda-feira a seleção da Espanha se viu perto da eliminação na Eurocopa. Bastaria um gol croata, aliado à vitória da Itália sobre a Irlanda, para que os espanhóis voltassem para casa mais cedo. Mas um gol de Jesús Navas, aos 42 minutos do segundo tempo, decretou a vitória por 1 a 0 sobre a Croácia, em Gdansk, na Polônia.

AE, Agência Estado

18 de junho de 2012 | 19h17

Após o jogo, o sentimento era de alívio por parte dos espanhóis. "Nós lutamos para que o empate não prosseguisse, porque seria perigoso para nós. Tiramos um peso das costas e demos um passo adiante. Agora vamos motivados às quartas de final para jogarmos com nossa filosofia e estilo de jogo", disse o técnico Vicente Del Bosque, em entrevista coletiva.

O treinador classificou a vitória como "difícil". "É verdade que sofremos, mas ele também. Nós fizemos 17 jogadas de gol, contra oito deles, tivemos mais escanteios e mais posse de bola, mas a Croácia fez uma boa partida e contragolpeou com perigo, ainda que o controle do jogo tenha sido nosso", destacou Del Bosque.

Já o meia Iniesta lembrou que o que conta é o resultado final. "A equipe adversária também joga. Sofremos mais do que esperávamos, mas cumprimos o objetivo", comentou o jogador, que deu o passe preciso para Navas fazer o gol da vitória.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolEspanhaEurocopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.