Espanhol que enfartou em campo deixa UTI e é transferido à cardiologia

Miguel García, do Salamanca, já foi informado pelos médicos de que não poderá voltar a jogar futebol

EFE,

26 de outubro de 2010 | 15h01

SALAMANCA - O meia espanhol Miguel García, do Salamanca, que enfartou em campo em uma partida de sua equipe no último domingo, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Clínico Universitário e foi transferido para o setor de cardiologia.

Segundo o clube espanhol, os serviços médicos do centro hospitalar consideraram que o atleta já poderia deixar a UTI e deram a ordem. Miguel García então foi levado a um quarto, onde permanecerá por cinco dias até que receba alta.

O meia sofreu uma parada cardíaca aos 11 minutos do segundo tempo da partida entre seu time e o Betis, pela segunda divisão espanhola.

Nesta segunda, os médicos do Hospital Clínico Universitário informaram ao jogador que o enfarte e o cateter colocado em uma de suas artérias o impedirão de voltar a jogar futebol.

O Salamanca emitiu um comunicado no qual anuncia que Miguel García concederá uma entrevista coletiva quando receber alta e que, até então, por desejo do meia, de sua família e do departamento de cardiologia, ele não dará declarações.

Tudo o que sabemos sobre:
Miguel GarcíaSalamancafutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.