Emilio Naranjo/EFE
Emilio Naranjo/EFE

Espanhol vai ser decidido no último dia, prevê Carlo Ancelotti

Técnico do Real Madrid não quer ver sua equipe comemorando a vantagem de quatro pontos sobre o Barcelona e prevê disputa aberta 

Reuters

23 de fevereiro de 2015 | 11h22

O Real Madrid pode ter aberto uma liderança de quatro pontos em cima do segundo colocado Barcelona no topo do Campeonato Espanhol no domingo, mas o técnico Carlo Ancelotti ainda espera que o título seja decidido no último dia da temporada.

O clube de Madri tirou vantagem da derrota do Barcelona por 1 x 0 na partida contra o Málaga, no sábado, e sua vitória por 2 x 0 contra o Elche o colocou com 60 pontos com 14 jogos faltando, enquanto o Barça tem 56, três pontos à frente do atual campeão, o Atlético de Madri. 

O artilheiro da Liga, Cristiano Ronaldo, marcou de novo para o Real após ter balançado as redes na quarta-feira na partida da Liga dos Campeões contra o Schalke 04, sugerindo que a seca de gols do capitão da seleção portuguesa acabou, e o time de Ancelotti está há três partidas sem levar gols. 

Ronaldo tem 29 gols na primeira divisão espanhola, três a mais que o grande rival Lionel Messi, do Barcelona, que passou em branco no sábado após uma ótima fase na virada do ano. "Isso significa que o time está defendendo bem e não deixamos o oponente ter muitas chances", disse Ancelotti em entrevista coletiva.

"Foi um jogo fundamental pelo que aconteceu (no sábado), e então conseguimos colocar uma distância entre nós e o Barça", completou o italiano. "Com essa atitude nós vamos ganhar muitos jogos. Nós temos uma vantagem, mas a liga vai ser decidida no último dia".

Ancelotti, que busca superar o terceiro lugar do Real na última temporada, disse que ficou surpreso com a derrota do Barça contra o Málaga, sétimo colocado, que acabou com a sequência de 11 vitórias em todas as competições do time catalão. 

O meia do Real Madrid Isco, que manteve uma ótima forma nas últimas semanas, alertou que ainda falta muito pela frente."Ainda temos muitas partidas faltando. O Málaga nos fez um favor e não podíamos deixar essa chance escapar", disse o jogador espanhol.

O Real tem dois jogos difíceis: em casa, contra Villarreal, e fora, contra o Atlético Bilbao, antes de enfrentar novamente o Schalke na Liga dos Campeões. O clássico da Liga contra o Barcelona será em 22 de março.

(Reportagem de Iain Rogers)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.