Josep Lago/AFP
Josep Lago/AFP

Espanyol demite técnico Pablo Machín após série negativa no Campeonato Espanhol

Time catalão passa por crise, já que não vence há oito jogos, é o lanterna da tabela e busca o terceiro treinador na temporada

Redação, Estadão Conteúdo

23 de dezembro de 2019 | 14h40

O Espanyol comunicou nesta segunda-feira a demissão do técnico Pablo Machín. A dispensa se dá após o revés por 2 a 0 para o Leganés, neste domingo, pelo Campeonato Espanhol. O time catalão passa por uma crise: não vence há oito jogos e é o lanterna da tabela.

"O clube tomou essa decisão como resultado do desempenho da equipe e com o desejo claro de mudar a situação do time na Liga Espanhola", informou o Espanyol em nota divulgada nas redes sociais.

Machín ficou menos de três meses no cargo. Ele chegou para substituir David Gallego no começo de outubro com a missão de tirar o time catalão da parte de baixo da tabela. Não teve êxito, de modo que conquistou apenas cinco pontos em 10 jogos. No entanto, conseguiu levar o time ao mata-mata da Liga Europa.

Machín também foi demitido em sua primeira campanha com o Sevilla no ano passado, depois de impressionar no comando do Girona. O Espanyol não informou quem sucederá Machín e será o terceiro treinador da equipe de Barcelona nesta temporada.

O Campeonato Espanhol entrou em recesso nesta segunda-feira em razão das férias de inverno. A competição será retomada no dia 3 de janeiro, sexta-feira, com os duelos válidos pela 19ª rodada.

Em crise e afundado na lanterna, com apenas 10 pontos, cinco a menos que o Mallorca, o primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Espanyol tem um duro desafio logo no reinício da competição. Enfrenta o líder Barcelona no clássico da Catalunha. O duelo está agendado para o dia 4 de janeiro, sábado, no Estádio Cornellà-El Prat.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.