Esperança do Palmeiras agora é o SJTD

Amanhã é dia de todo torcedor palmeirense ser "STJD desde criancinha". O Superior Tribunal de Justiça Desportiva pode tirar 24 pontos do São Caetano, em julgamento que ocorre à tarde, no Rio de Janeiro, pela morte do zagueiro Serginho. Se o time do ABC for punido, o Palmeiras herda a quarta colocação no Brasileirão. E a vaga no torneio qualificatório para a Libertadores cai em seu colo.Em campo, não há mais chances de o Palmeiras conquistar a vaga. O próprio técnico Estevam Soares admite isso. Os jogadores também não têm mais esperança de ficar com a vaga. Só o STJD pode mesmo salvar o time, que empatou com o Goiás por 0 a 0, no sábado. "Lógico que a gente gostaria de conquistar a vaga em campo, mas se o Tribunal der uma forcinha ninguém vai reclamar", afirmou Estevam.O treinador do Palmeiras evitou entrar no mérito da questão se o São Caetano deve ou não ser punido pela morte de Serginho. Mas não esconde sua torcida contra o time do ABC. "Deixo isso para o STJD decidir. Mas nessa época em que falamos tanto em moralização do futebol, acho de suma importância que o regulamento venha a ser cumprido. E se o STJD entender que o São Caetano infringiu a lei, o clube deve ser punido", disse Estevam.Se o Palmeiras ficar com a quarta colocação no Brasileirão, disputará o torneio qualificatório para a Libertadores com o Tacuary, terceiro indicado do Paraguai para a competição. Os jogos serão realizados nos dias 2 e 9 de fevereiro. Os locais ainda não foram definidos. E Estevam Soares, confiante na "vitória" no STJD, já está de olho nessas partidas. Andou até perguntando a jornalistas algumas informações sobre o time paraguaio.A confiança na punição ao São Caetano é tão grande que Estevam chegou a comemorar o empate com o Goiás, sábado, em Goiânia. Com esse resultado, o Palmeiras se manteve com seis pontos à frente do time goiano, teoricamente o que mais poderia ameaçar a atual posição palmeirense no Brasileiro.Como se a punição ao São Caetano já tivesse sido decretada, Estevam disse o seguinte, ainda em Goiânia: "Não poderíamos perder essa quarta vaga para o Goiás. Por isso, o empate foi um ótimo resultado". O negócio agora é torcer para STJD.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.