EFE/ Mahmoud Khaled
EFE/ Mahmoud Khaled

Espérance bate Chivas nos pênaltis e conquista o 5º lugar do Mundial de Clubes

Para o time tunisiano, atual campeão africano, o triunfo foi um importante consolo após ser derrotado pelo Al Ain

Estadão Conteúdo

18 Dezembro 2018 | 14h26

Depois de empatar por 1 a 1 com o Chivas Guadalajara no tempo normal, o Espérance, da Tunísia, conquistou o quinto lugar do Mundial de Clubes da Fifa ao vencer a disputa por pênaltis por 6 a 5, nesta terça-feira, no Hazza Bin Zayed Stadium, em Al Ain, nos Emirados Árabes.

Para o time tunisiano, atual campeão africano, o triunfo foi um importante consolo para uma equipe que decepcionou ao ser derrotada pelo anfitrião Al Ain por 3 a 0, no último sábado, pelas quartas de final, em seu jogo de estreia na competição.

O Chivas, por sua vez, amargou o fato de que se tornou a primeira equipe mexicana a não conseguir conquistar sequer a quinta posição da competição chancelada pela Fifa. Em sua estreia, também no sábado, o time foi superado pelo Kashima Antlers, do Japão, por 3 a 2.

Curiosamente, a partida desta terça-feira também contou com os dois gols marcados no tempo normal por meio de penalidades, sendo ambas assinaladas apenas após o auxílio da arbitragem de vídeo. O time de Guadalajara abriu o placar aos 5 minutos do primeiro tempo, quando Walter Sandoval converteu a sua cobrança. No caso, houve revisão do juiz para ver se Sameh Derbali cometeu falta dentro da área em Ángel Zaldívar.

Ainda no primeiro tempo, a equipe tunisiana chegou ao empate com um Mohammed Belaili batendo pênalti, aos 38 minutos. E este só foi marcado após o juiz do jogo consultar novamente a arbitragem de vídeo, desta vez para flagrar um toque na mão dentro da área, cometido por Josecarlos Van Rankin.

No segundo tempo, o Espérance teve Anice Badri e Houcine Rebai expulsos nos minutos finais. Assim, o time segurou o empate por 1 a 1 no sufoco e levou a disputa do quinto lugar às penalidades. Pouco antes disso, nos acréscimos do tempo normal, o técnico José Cardozo resolveu mandar a campo o goleiro Miguel Jimenez, com fama de pegador de pênaltis, e sacou o titular Raul Gudiño.

Jimenez cumpriu o seu papel ao agarrar as cobranças de Belaili e de Bguir, mas Marin e Brizuela desperdiçaram as suas penalidades ao chutarem para fora e o goleiro Jeridi defendeu a batida de Van Rankin. Assim, o quinto lugar ficou com o Espérance.

Depois desta disputa, o mesmo estádio Hazza Bin Zayed Stadium será palco nesta terça-feira, a partir das 14h30 (de Brasília), da primeira semifinal do Mundial de Clubes. O River Plate enfrenta o anfitrião Al Ain na luta pela vaga na decisão. Já o segundo finalista da competição será determinado nesta quarta, no mesmo horário, com o confronto entre Real Madrid e Kashima Antlers, do Japão.


FICHA TÉCNICA

ESPÉRANCE 1 (6) x 1 (5) CHIVAS GUADALAJARA

ESPÉRANCE - Jeridi; Berbali, Dhaouadi, Chemmam e Rabii; Coulibaly, Kom (Machani), Badri, Belaili, Ben Mohamed (Bguir) e Mejri (Khenissi). Técnico: Mouine Chaabani.

CHIVAS GUADALAJARA - Gudiño (Miguel Jiménez), Van Rankin, Jair Pereira e Hedgardo Marín e Ponce; Brizuela, Michael Pérez, Sandoval (Pineda) e Cervantes (Salcido); Godínez e Zaldívar. Técnico: José Saturnino Cardozo.

GOLS - Walter Sandoval, aos 5, e Mohammed Belaili, aos 38 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Matt Conger (Nova Zelândia).

CARTÕES AMARELOS - Dhaouadi, Belaili, Derbali e Kom (Espérance); Van Rankin e Brizuela (Chivas Guadalajara).

CARTÕES VERMELHOS - Badri e Rebai (Espérance).

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Hazza Bin Zayed Stadium, em Al Ain (Emirados Árabes).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.