FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

'Espero estar 100% no próximo ano', afirma Everton, do São Paulo

Meia-atacante, que completa 30 anos nesta terça, faz balanço do início de sua passagem pelo clube

O Estado de S. Paulo

11 de dezembro de 2018 | 15h15

Reforço mais caro do São Paulo em 2018 (cerca de R$ 15 milhões ao todo), o meia-atacante Everton completa 30 anos de idade nesta terça e fez um balanço de seus primeiros meses como jogador do clube. Contratado em abril, ele logo assumiu a condição de titular e virou um dos principais nomes do elenco. O início no Morumbi só não foi melhor devido a uma série de lesões que o tiraram de combate no returno do Campeonato Brasileiro, bem no momento em que a equipe liderava a tabela.

"No segundo turno, tive algumas lesões que me atrapalharam muito. Para mim, foi muito difícil ficar de fora, ainda mais com a gente brigando pelo título. Acompanhar de casa, muitos torcedores mandando mensagem para eu voltar a jogar, sendo que não tinha nenhuma condição. Espero que no próximo ano possa estar 100%. Vou fazer de tudo para estar em campo sempre", afirmou Everton, em entrevista ao canal oficial do São Paulo no YouTube.

"Minha adaptação no São Paulo foi excelente. Graças aos meus companheiros, à diretoria, aos torcedores nos jogos. Em pouco tempo, consegui jogar em algo nível. As coisas foram acontecendo bem. Tive um primeiro turno excelente, comecei a fazer gols. Isso te dá um protagonismo ainda maior", analisou o jogador, autor de cinco gols e seis assistências em 29 partidas pelo clube.

"Eu estou um garoto, ainda. A gente vê o Nenê com 37 jogando em alto nível, ainda, outros jogadores em outros clubes com 38. É comemorar meus 30 e trabalhar bastante para o próximo ano", disse o meia--atacante, a respeito da data especial. 

Momentos mais marcantes no São Paulo até agora

Everton destacou duas passagens importantes nesse período com a camisa tricolor: o primeiro gol, no Morumbi, marcado no empate por 2 a 2 contra o Atlético-MG, e a partida diante do Flamengo, seu ex-clube, após a pausa da Copa do Mundo. 

Também destacou a importância de avançar na pré-Libertadores. Para chegar à fase de grupos, o São Paulo terá de passar por dois duelos eliminatórios. O sorteio da Conmebol que definirá os confrontos está marcado para o próximo dia 17, em Luque, cidade paraguaia onde está localizada a sede da entidade.

"A gente vai fazer de tudo para entrar na fase de grupos, esse é o objetivo. A gente sabe que o São Paulo na Libertadores é muito forte, o torcedor enche o estádio. Isso é muito bom para o jogador", completou.

 
Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.