Peter Powell/EFE
Peter Powell/EFE

'Espero que não seja o final de uma geração', diz Sergio Ramos

Zagueiro lamenta eliminação da Espanha nas oitavas de final da Copa do Mundo, diante da Rússia

Gonçalo Junior, enviado especial / Moscou, O Estado de S.Paulo

01 Julho 2018 | 16h02

Capitão da seleção espanhola, o zagueiro Sergio Ramos lamentou a eliminação nas oitavas de final nos pênaltis diante da Rússia, em Moscou, neste domingo, e afirmou que espera a continuidade da sua geração na seleção. O meia Andrés Iniesta confirmou que a partida deste domingo foi sua despedida.

+ Técnico da Rússia comemora estratégia e diz: 'são homens de verdade'

+ Akinfeev evita rótulo de herói após pegar dois pênaltis e Rússia eliminar Espanha

"Espero que não seja o final de uma geração. A equipe pode continuar sonhando. Tomara que possamos voltar a disputar grandes torneios com sucesso", disse o zagueiro de 32 anos.

Questionado sobre sua posição pessoal de encerrar a carreira na seleção, o zagueiro do Real Madrid afirmou que pretende disputar mais uma Copa do Mundo. "Acredito que eu possa, sim. Vamos nos recuperar de uma temporada desgastante, mas tomara que consiga jogar outra Copa do Mundo", afirmou.

 

A Espanha teve 79% de posse de bola neste domingo, mas criou poucas chances de gol. A Rússia explorou os contra-ataques e procurou acelerar as jogadas. As duas melhores chances espanholas saíram com Rodrigo e Aspas já na prorrogação. O goleiro Akinfeev fez duas grandes defesas e ainda garantiu a vitória nos pênaltis.

Sergio Ramos lamentou a eliminação nos pênaltis depois do empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação. "Fizemos de tudo para ganhar, lutamos dos anfitriões, que é uma grande equipe. Dominamos, tivemos chances, vamos embora de cabeça erguida, orgulhosos da equipe", disse o defensor.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.