Espinosa agradece trégua da torcida

A trégua dada pelos torcedores aos jogadores da Portuguesa é o principal motivo de a equipe ter voltado a apresentar um bom futebol. Esta é a avaliação do técnico Valdir Espinosa. Ao contrário de jogos anteriores, quando fez duras críticas ao time, na partida com a Ponte Preta a torcida apoiou a Lusa desde o início. E o time retribuiu o apoio, vencendo por 3 a 2, e já respira no Torneio Rio-São Paulo. "A bela atuação diante do Palmeiras cativou os torcedores e, com eles nos incentivando, o time teve tranqüilidade para jogar", disse Espinosa. "O certo é unir forças. Com jogador, torcida, direção e comissão técnica falando a mesma língua, superamos as diversidades." Com 14 pontos, ao lado de Ponte Preta, a Portuguesa pode deixar a última posição entre os times paulistas neste fim de semana. A equipe enfrenta Americano domingo e, vencendo, deixa a incômoda posição. Isso porque há o confronto entre Santos (15 pontos) e Guarani (16). A palavra rebaixamento irrita Espinosa. "Não tem rebaixamento, pois não existem outras divisões. A nossa luta é para fugir da eliminação", afirmou o treinador. Ele não acha que o Americano será presa fácil. "Vai ser pedreira. Quem pensa em moleza, está enganado."

Agencia Estado,

21 Março 2002 | 17h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.