Esqueça torcedor, ?futebol é um negócio?

A Rede Globo de Televisão já se manifestou, por meio de Marcelo Campos Pinto, diretor da Globo Esportes, empresa detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, que a fórmula de pontos corridos em turno e returno é um fracasso. A fórmula, que substituiu aquela mista, na qual numa fase os clubes jogavam para se classificar por pontos e depois um certo número deles entrava num torneio de mata-mata, não é novidade no Brasil. Foi muito usada até o dinheiro da televisão se tornar mais importante que as rendas dos jogos. Ou mais importante até que os próprios jogos. "Futebol é um negócio", disse o executivo da Globo.Leia mais no O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.