Esquenta briga das grifes por Robinho

Esquentou a briga entre Adidas e Nike por Robinho, nesta quarta-feira, em Madrid. A Nike, que tem o craque sob contrato, entregou a Robinho uma notificação alertando que o jogador deve honrar o compromisso que acaba apenas em 2008. Com o apoio do Real Madrid, a Adidas ofereceu algo próximo 6 milhões de euros (R$ 17,4 milhões) por ano para Robinho trocar de marca. O atacante entregou o caso aos seus agentes e ao Real Madrid. No sábado, Robinho estréia no Santiago Bernabeu no jogo contra o Celta, na segunda rodada do Campeonato Espanhol.Depois do amistoso (1 a 1) entre Brasil e Sevilla, terça-feira, Paulo Souto, diretor de marketing da Nike unidade CBF, procurou Robinho para entregar a notificação. A empresa norte-americana de material esportivo, também patrocinadora da Seleção Brasileira, espera que o jogador cumpra o contrato até 2008.A Nike desembolsa US$ 120 mil/mês (R$ 288 mil) e deu um bônus de US$ 800 mil (R$ 1,9 milhão) ao jogador pela sua transferência do Real Madrid. A empresa não admite perder está jóia que encantou os brasileiros e hoje contagia os europeus.O Real Madrid, que pagou US$ 30 milhões (R$ 71,1 milhões) para tirar Robinho do Santos, tem interesse na troca de marcas. Real e Adidas são parceiros. O clube espanhol, por contrato, tem direito a 50% dos direitos de imagem de Robinho. No caso de a Adidas pagar 6 milhões de euros (R$ 17,4 milhões) para Robinho vestir a grife das três listras, o clube espanhol levaria 3 milhões de euros por ano (R$ 8,7 milhões).Não foi por acaso que os departamentos de marketing e jurídico do Real Madrid entraram na negociação como aliados da Adidas. A briga entre as grifes deve esquentar, e muito, na próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.