Estádio da Copa de 1994 sofre com abandono e será leiloado

Pontiac Silverdome já comercializa seus assentos pela internet

O Estado de S. Paulo

19 de maio de 2014 | 22h25

SÃO PAULO - Palco de quatro jogos na Copa do Mundo de 1994 nos Estados Unidos, o Pontiac Silverdome,  localizado na cidade de Pontiac, subúrbio de Detroit, Michigan, está vivendo talvez seus últimos dias. O estádio que viu no dia 28 de junho de 1994, a seleção brasileira comandada pelo técnico Carlos Alberto Parreira empatar em 1 a 1 contra a Suécia (gols de Romário e Andersson), está em ruínas. Seus assentos estão sendo leiloados pela internet com lances que começam nos 5 dólares.

O Silverdome sofre com o abandono. O gramado, antes palco das apresentações esportivas, já se vê dominado por plantas e ervas daninhas. A cobertura, desinflada para diminuir os gastos, já apresenta falhas. Além disso,  a falta de energia e o bolor predominam na maior parte do edifício.

O Pontiac Silverdome foi construído em 1975 como casa da equipe de futebol americano Detroit Lions. Recebeu também jogos de basquete do Detroit Pistons. Ao longo de sua história recebeu o Super Bowl XVI em 1982 e a Copa do Mundo de 1994 como principais eventos esportivos, além de shows como de Elvis Presley (1975), Led Zeppelin (1977), Madonna (1987) e até mesmo uma missa celebrada pelo Papa João Paulo II. No Mundial de 94, foi o palco da abertura entre Estados Unidos e Suíça, Brasil e Suécia, Romênia e Suíça e Suécia e Rússia, todos pela primeira fase

O último jogo dos Lions em seu antigo estádio aconteceu  em 2002, vitória sobre o Dallas Cowboys. Após isto o time passou a jogar no Ford Field. Vendido, o estádio teve um breve período onde se tentou uma reabertura em 2009, chegando a receber uma partida entre Milan e Panathinaikos.

Outros itens também serão leiloados, como equipamentos de áudio e itens do restaurante. A ideia é arrecadar o máximo possível para minimizar o prejuízo. Os assentos do Pontiac Silverdome estão à venda na internet, em um site de leilões. Ainda não há informações sobre outros itens do estádio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.