Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Glyn Kirk / AFP
Glyn Kirk / AFP

Estádio do Brighton é utilizado para testes contra o coronavírus na Inglaterra

Iniciativa é parte de plano do governo britânico para aumentar o número de testes realizados

Redação, Estadão Conteúdo

19 de abril de 2020 | 17h53

O Brighton & Hove Albion, time que disputa a primeira divisão do Campeonato Inglês, comunicou neste domingo que o seu estádio, o Amex Stadium, foi transformado em um centro para testes no drive-thru contra a covid-19 pelo Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês) para ajudar no combate ao novo coronavírus no Reino Unido.

A iniciativa faz parte dos planos governamentais para aumentar os testes do novo coronavírus, especialmente para funcionários do NHS e outros trabalhadores que atuam na linha de frente para evitar a propagação da doença.

"O Amex será o maior local para testes em qualquer lugar da costa sul", disse Paul Barber, chefe-executivo do Brighton. "Dentro de alguns dias, o local deve atingir sua capacidade de até mil testes por dia", acrescentou o dirigente.

Anteriormente, o Tottenham também instalou equipamentos médicos em seu novo estádio para operar testes drive-thru contra o coronavírus para funcionários do NHS e suas famílias.

Manchester United, Wolverhampton e Chelsea são outros clubes que têm buscado auxiliar o serviço nacional de saúde, assim como os jogadores participantes do Campeonato Inglês lançaram um fundo para arrecadar dinheiro para instituições de caridade do NHS.

O futebol na Inglaterra está suspenso desde 13 de março por causa da pandemia, que infectou mais de 2,3 milhões de pessoas em todo o mundo, além de ter causado mais de 158 mil mortes. No Reino Unido, já são mais de 15 mil mortes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.