Reprodução/Facebook/Club Atético Peñarol
Reprodução/Facebook/Club Atético Peñarol

Estádio mais moderno do Uruguai recebe jogo do Palmeiras

Campeón del Siglo, em Montevidéu, terá o primeiro jogo internacional depois de completar aniversário

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

26 de abril de 2017 | 07h00

O Peñarol viverá nesta quarta-feira, contra o Palmeiras, pela Copa Libertadores, em Montevidéu, duas oportunidades de estreia. O estádio Campeón del Siglo vai receber pela primeira vez uma equipe brasileira, assim como receberá o primeiro jogo internacional depois de ter completado um ano de inauguração, ocasiões que deixam a equipe uruguaia orgulhosa.

Em março do ano passado o Peñarol realizou o sonho de jogar no próprio estádio e solucionou, assim, uma pendência de 80 anos. A primeira casa do clube foi Pocitos, praça esportiva usada na Copa de 1930 e onde foi marcado o primeiro gol da história dos Mundiais, do francês Lucien Laurent. Três anos depois da competição, o local foi demolido para a construção de casas e abertura de ruas.

Desde então, o Peñarol passou a mandar as partidas no estádio Centenário, construído para a Copa do Mundo de 1930. Enquanto isso, a diretoria do clube planejava ter uma nova casa, principalmente porque o rival, Nacional, sempre contou com o Parque Central. As ideias se dividiam entre buscar áreas para erguer uma nova praça esportiva, ou comprar algum espaço já existente.

Os insucessos na empreitada terminaram no começo de 2014, com o início das obras do Campéon del Silgo. O custo estimado de R$ 120 milhões teve o apoio da iniciativa privada. A parceria foi viabilizada pela sociedade com a empresa uruguaia Tenfield, a responsável por intermediar um empréstimo com o banco estatal República, que cedeu aproximadamente 50% do valor total da construção.

O estádio teve a aprovação da Fifa, oficializada por visita no último mês do presidente da entidade, Gianni Infantino. O local conta com o museu do clube, espaço para receber conferências, lojas, estacionamentos e capacidade para 40 mil torcedores. Curiosamente, o primeiro time a dar a volta olímpica no Campeón del Siglo foi o Plaza Colonia, campeão em 2016 do Clausura ao derrotar o Peñarol por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.