Estados Unidos ainda lamentam eliminação na Copa

Um dia depois da eliminação para Gana por 2 a 1, na prorrogação das oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul, o treinador norte-americano Bob Bradley continua lamentando a atuação de seus jogadores na partida contra a equipe africana.

AE, Agência Estado

27 de junho de 2010 | 16h49

"Sentimos um vazio agora porque acreditávamos que havia a possibilidade de fazer algo grande", disse o técnico, que também reclamou da falta de maturidade dos atletas.

"Durante quatro partidas, somente estivemos em vantagem por três minutos. Foi uma questão de maturidade, de saber levar o início das partidas", comentou Bob Bradley.

Ele ainda não sabe se continuará no comando da seleção norte-americana. O treinador assumiu a equipe após a saída de Bruce Arena, que dirigiu o time no Mundial de 2006, na Alemanha. "Agora mesmo, não há conversações. Sempre gosto de enfrentar novos desafios, mas também, desde o primeiro dia, digo que é uma grande honra dirigir a seleção", enfatizou.

O próximo compromisso dos Estados Unidos será contra o Brasil, no dia 10 de agosto, no Estádio Giants, em Nova Jersey. Será o início da preparação para a Copa Ouro, prevista para ocorrer em 2011, e para as Eliminatórias para a Copa do Mundo do Brasil, em 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebolEstados UnidosGana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.