Estados Unidos e México tentam superar tropeços nas eliminatórias da Concacaf

EUA, que perdeu para Honduras, enfrenta nesta sexta a Costa Rica; e o México, que vem de empate em casa com a Jamaica, visita a líder Honduras

O Estado de S. Paulo

21 de março de 2013 | 07h00

SÃO PAULO - Estados Unidos e México, favoritos a conquistar uma das três vagas da Concacaf para a Copa de 2014 no Brasil, terão de mostrar nesta rodada das eliminatórias que os tropeços nos jogos anteriores do hexagonal final foram apenas acidentes de percurso. Lanterna da chave, os EUA perderam para a surpreendente Honduras e terão de se recuperar diante da Costa Rica, que empatou fora de casa com o Panamá. Já o México, mesmo atuando diante de sua torcida, ficou no 0 a 0 com a Jamaica e agora enfrenta fora de casa a líder Honduras. Curiosamente, quatro dias depois desta rodada, o México recebe os Estados Unidos em um duelo de gigantes.

A situação mexicana deixou a torcida em alerta, até porque a seleção fez a melhor campanha na fase anterior, com seis vitórias nos seis jogos que disputou. Mas o empate sem gols com a Jamaica ligou o sinal de alerta para o técnico José Manuel De la Torre. "Ninguém gostou do empate. Mas já conversei com os jogadores e fico tranquilo em saber que eles estão conscientes. Temos uma outra partida para corrigir o tropeço", afirma o treinador da seleção que estará no Brasil em junho para a disputa da Copa das Confederações.

Para Honduras, pesa ainda a lembrança de ter batido o México por 3 a 1 na mesma cidade, San Pedro Sula, no Caribe hondurenho, durante as eliminatórias para a Copa da África do Sul. Por isso, De la Torre espera usar os contragolpes para acabar com a festa dos líderes. "Honduras terá de jogar para ganhar, por estar em casa, então temos de planejar bem nossa estratégia", continua o comandante, que aposta no talento de Javier "Chicharito" Hernández, do Manchester United. Já o atacante Oribe Peralta, com lesão no joelho direito, é desfalque certo.

Um dos destaques de Honduras é o meia Roger Espinoza, que atua pelo Wigan, da Inglaterra. Para ele, o México é um visitante indigesto e sempre atua com agressividade, mesmo fora de casa. O técnico colombiano Luis Fernando Suárez concorda com seu atleta. "Vamos receber um México que sempre tem qualidade, pois possui grandes jogadores. Mas temos nossas armas prontas para responder à altura", avisa.

Passando por dificuldades, os Estados Unidos recebem a Costa Rica em um confronto marcado por tensão. A começar pelos oito desfalques na equipe norte-americana, incluindo as ausências do capitão Carlos Bocanegra e do craque Landon Donovan. A seleção terá de fazer improvisações na defesa e mesmo a aposta nas baixas temperaturas de Denver não está surtindo efeito no adversário. Para Joel Campbell, do Betis, o clima não vai incomodar a Costa Rica. "Com frio ou calor, vamos para vencer. Se queremos ir para a Copa, temos de jogar bem em todos os campos.

Já o Panamá, única equipe que disputa o hexagonal e que nunca foi para o Mundial, visita a Jamaica em busca da primeira vitória na fase. Para o técnico Julio Dely Valdés, este confronto e o seguinte, contra Honduras em casa, serão determinantes para as pretensões de sua seleção. "Não são seis pontos impossíveis de conquistar", conclui o comandante do Panamá.

JOGOS DA SEGUNDA RODADA

Sexta, às 18h05 - Honduras x México (San Pedro Sula)

Sexta, às 22h30 - Jamaica x Panamá (Kingston)

Sexta, às 23h11 - Estados Unidos x Costa Rica (Denver)

CLASSIFICAÇÃO DA QUARTA FASE (após uma rodada)

Honduras - 3 pontos

Costa Rica - 1 ponto

Panamá - 1 ponto

Jamaica - 1 ponto

México - 1 ponto

Estados Unidos - 0 ponto

FÓRMULA DE DISPUTA

Após um início com 35 seleções e três fases de disputa, as seis equipes sobreviventes chegaram à Quarta Fase em busca de uma das três vagas diretas para a Copa do Mundo de 2014. Dentro do grupo, todas se enfrentam em jogos de ida e volta e, além das três classificadas, o time que ficar na quarta colocação disputará uma última chance de chegar ao torneio em uma repescagem contra o campeão da Oceania.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolConcacafCopa 2014

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.