Paul Thomas/AP
Paul Thomas/AP

Estados Unidos ganham do Egito e vão às semifinais

Norte-americanos surpreendem com triunfo por 3 a 0 e são beneficiados pela derrota da Itália para o Brasil

Agencia Estado

21 de junho de 2009 | 17h46

RUSTENBURG - Os Estados Unidos precisavam de um verdadeiro milagre para chegar às semifinais da Copa das Confederações. E conseguiram. Com uma contundente vitória sobre o Egito neste domingo, além da derrota da Itália para o Brasil, a seleção norte-americana se classificou como segundo colocada do Grupo B, garantindo vaga para enfrentar a Espanha.

Veja também:

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Depois de perder para Brasil e Itália, os Estados Unidos entraram na última rodada da primeira fase na lanterna do Grupo B, sem nenhum ponto. Mas venceram o Egito por 3 a 0, neste domingo, no Estádio Royal Bafokeng, em Rustenburg, e ainda foram beneficiados pela vitória brasileira sobre os italianos, pelos mesmos 3 a 0, em Pretória.

Assim, enquanto o Brasil terminou na liderança, com nove pontos, as outras três seleções da chave ficaram com três pontos. Os Estados Unidos, porém, levaram a melhor, com saldo negativo de dois gols e quatro gols marcados. A Itália, por exemplo, ficou com o mesmo saldo negativo de dois gols, mas fez apenas três gols. Já o Egito somou três gols no saldo negativo e acabou na lanterna.

A vitória norte-americana sobre o Egito começou a ser construída aos 21 minutos do primeiro tempo, quando o atacante Davies aproveitou um vacilo do goleiro El Hadary para abrir o placar. Depois, já na segunda etapa, os Estados Unidos exploraram bem os contra-ataques, marcando mais dois gols, com Bradley, aos 18, e Dempsey, aos 26. Os egípcios ainda tentaram reagir, mas a festa foi mesmo dos EUA.

EGITO 0 X 3 ESTADOS UNIDOS

Egito - El Hadary; Fathi (Ahmed Said), Farah, Hany Said e Gomaa; Al Muhammadi, Shawky, Rabbou e Ahmed Eid (Ahmed Assan); Aboutrika e Abdelghani (Abougrisha). Técnico: Hassan Shehata.

Estados Unidos - Guzan; Spector, Onyewu, DeMerit e Bornstein; Bradley, Clark, Dempsey e Donovan; Davies (Casey) e Altidore (Feilhaber). Técnico: Bob Bradley.

Gols - Davies, aos 21 minutos do primeiro tempo; Bradley, aos 18, e Dempsey, aos 26 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Michael Hester (Nova Zelândia).

Cartões amarelos - Spector, Bradley e Al Muhammadi.

Público - 23.140 pessoas.

Local - Estádio Royal Bafokeng, em Rustenburg (África do Sul).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.