'Estamos no caminho certo', garante Tirone

Com os olhos cheios de lágrimas e o semblante assustado, o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, tentou explicar a queda para a Série B. Na ânsia de tentar passar tranquilidade para os torcedores, mostrou um otimismo que pegou muita gente de surpresa e passou a impressão de que o time não havia acabado de sofrer a humilhação do rebaixamento.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

18 de novembro de 2012 | 22h05

"Estamos todos tristes pelo que aconteceu, claro, mas a verdade é que estamos no caminho certo", disse Tirone. "Hoje o clube está mais tranquilo, as contas estão em dia e tudo o que era necessário fazer nós fizemos corretamente. O nosso problema foi acomodação após o título da Copa do Brasil, muitos problemas de lesões e a perda de mando de campo. Com tudo isso, fica difícil."

O presidente voltou a dizer que não se sente culpado pelo que aconteceu. "Eu seria culpado se não desse o máximo de mim. Não me sinto culpado, apenas responsável pelas coisas, como todos do clube", afirmou Tirone.

Mostrando muita confiança, Tirone ainda fez uma promessa para a torcida palmeirense. "Sei que a torcida está chorando, mas eles vão sorrir porque o Palmeiras vai continuar sendo grande e voltaremos a dar alegrias para eles. Aos rivais, eu digo que quem está rindo ainda vai chorar em ver o nosso sucesso", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.