Jewel Samad/AFP
Jewel Samad/AFP

'Estamos prontos para realizar o nosso sonho', afirma Mandzukic

Autor do gol da classificação à decisão da Copa, atacante prevê mais um jogo difícil diante da França

Glauco de Pierri, Gonçalo Junior, enviados especiais / Moscou, O Estado de S.Paulo

12 Julho 2018 | 05h00

A Croácia vai decidir uma Copa do Mundo pela primeira vez na história no domingo, diante da França, em Moscou. O herói de classificação à decisão foi o atacante Mandzukic, que fez o gol da virada sobre a Inglaterra, na semifinal. Próximo deste momento especial, o croata avisa: "Nós estamos prontos para levar o nosso sonho à final e conseguir realizá-lo totalmente".

+ Modric se diz orgulhoso com a Croácia: 'Histórico e emocionante estar na final'

+ Após 3 prorrogações, Croácia é o 13º país diferente a chegar à final da Copa 

+ Em busca do 1º título, Croácia é o 3º país do Leste Europeu a jogar final de Copa

Qual foi a sensação de fazer um gol histórico para a seleção da Croácia?

É uma sensação incrível fazer um gol pela seleção, principalmente em uma Copa do Mundo e garantindo a classificação para uma final inédita, que era tão importante para a torcida. Eu me sinto privilegiado, mas, como atacante, apenas completo o trabalho de toda a equipe. Foi uma vitória coletiva. 

Pensou que seu time perderia o jogo quando levou o primeiro gol?

Foi um momento difícil na disputa. Nós tomamos o gol muito cedo e demoramos um pouco para recuperar o controle do jogo. Felizmente, nós tivemos controle emocional para conseguir a virada. 

O time está cansado depois de três prorrogações na Copa?

Nós estávamos muito concentrados em conseguir o resultado e nem sentimos o cansaço físico por causa das prorrogações - são 90 minutos a mais. Foram jogos muito difíceis, diante de grandes seleções, mas quando temos um objetivo, um foco, temos de passar por cima do cansaço. É isso que vamos fazer na final de domingo contra a França. 

 

Como vai ser a final diante da França?

Novamente teremos um jogo muito difícil. A França conseguiu bater grandes seleções, como Argentina, Uruguai e Bélgica. É uma final de Copa do Mundo. Nós estamos prontos para levar o nosso sonho à final e conseguir realizá-lo totalmente.

O que foi fundamental para chegar à final?

Temos um grande grupo que sabe jogar coletivamente, temos grandes jogadores em termos individuais, que estão acostumados às decisões na Europa, temos um treinador que saber montar uma estratégica vencedora. Enfim, temos um conjunto de fatores. Por isso, conseguimos chegar à final. Como disse o treinador, nós não éramos zebra nas semifinais. 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.