Estevam aposta na força do meio-campo

Marcinho, Correa, Magrão e Elson. A não ser que ocorra uma grande surpresa, é com este meio-campo que o Palmeiras enfrentará o Corinthians, domingo, no Morumbi, e tentará manter-se na liderança do Campeonato Brasileiro. A produção do setor vem agradando ao técnico Estevam Soares, que acredita ter uma das melhores formações do país. "Não apenas em qualidade, mas em quantidade, nosso meio-campo é um dos mais fortes do campeonato", analisou. Além dos prováveis titulares, Estevam têm boas opções para tornar a equipe mais criativa, com a entrada de Pedrinho ou Diego Souza, ou deixá-la com maior poder de marcação, com a escalação de Alceu. "Por isso, não temos apenas quatro, mas seis ou sete titulares para o setor", afirmou. "Mudo o time de acordo com minha necessidade, independentemente do adversário." Em breve, o treinador contará novamente com os volantes Claudecir e Fábio Gomes e o meia Adãozinho, que se recuperaram de contusões e aprimoram o condicionamento físico. Adãozinho ficou já ficou no banco de reservas, diante do Vitória, no último domingo, em Salvador. Para Estevam, o clássico diante do Corinthians é importante porque o campeonato entra numa fase decisiva. "Em cinco ou seis rodadas, o bloco dos times que brigarão pelo título e pelas vagas na Libertadores estará definido." Porém, o treinador nega o rótulo de "jogo de vida ou morte". "Precisamos ganhar para nos mantermos na liderança, mas uma eventual derrota não pode significar crise, não podemos nos abalar." Preparação - O elenco e a comissão técnica festejaram a folga na tabela, pois há quase dois meses, o time não tinha folga, com compromissos às quartas-feiras e domingos. Segunda-feira, vários jogadores reclamaram de dores musculares e nos últimos dois dias, os treinos se limitaram a treinos físicos.

Agencia Estado,

25 Agosto 2004 | 19h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.