Estevam tem 18 titulares na Ponte

A Ponte Preta já tem 17 ou 18 titulares e poderá ter outros jogadores prontos para entrar no time nos próximos jogos. Isso será fundamental para que o vice-líder do Grupo 1, com 13 pontos, possa garantir a classificação e brigar pelas primeiras posições do Campeonato Paulista. Antes do treino desta quarta-feira à tarde, o técnico Estevam Soares fez questão de reunir os jogadores e explicar sua posição. "Um time não pode ter apenas 11 titulares. É preciso ter alguns jogadores que possam ser opção a cada jogo ou dentro de uma necessidade de mudança tática em determinado jogo", justificou Soares. Citou como exemplo a entrada de Weldon na vitória de 2 a 1 sobre o Corinthians, na última rodada. Ele ocupou a vaga do meia Rafael Ueta, deixando o time com dois atacantes ao invés do esquema 4-5-1, mais defensivo e usado em jogos fora de casa. Curiosamente, Ueta deve voltar no jogo diante do Atlético, domingo, em Sorocaba. Ele ocupará a vaga deixada por Romeu, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Outras duas mudanças estão praticamente confirmadas. Márcio Goiano entrará no lugar de André Cunha, com três cartões amarelos, e o zagueiro Gabriel, após cumprir suspensão automática, retoma sua vaga de titular no lugar de Luís Carlos. O time, porém, deve ser confirmado oficialmente só após o coletivo-apronto programado para sexta-feira.

Agencia Estado,

03 de março de 2004 | 17h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.