Estilo de Parreira é alívio para Gil

O atacante Gil mal falava com o ex-técnico do Corinthians, Vanderlei Luxemburgo. A timidez e insegurança, conseqüências da falta de experiência, o deixavam inibido diante do treinador. Além disso, a forma truculenta do comandante não despertava a simpatia da jovem revelação corintiana. Aliás, não despertava a simpatia de muitos jogadores. Por isso, a chegada de Carlos Alberto Parreira funcionou como uma espécie de libertação, sobretudo para Gil. Agora, além de se sentir mais à vontade fora do campo, ele finalmente vê a possibilidade de se tornar titular da equipe. ?O professor Parreira não é tão exigente com a gente na concentração como era o Luxemburgo?, afirmou o atacante. ?Ele (Parreira) sabe que aqui não tem mais criança.?Ameaça do Flamengo ? O vice de Futebol do clube, Mário César Monteiro, ameaça ?melar? a ida de Vampeta ao Parque São Jorge. Ele alegou que o acordo não está fechado. ?Ainda não assinamos. Podemos fazer uma troca do Vampeta pelo Roni, do Fluminense.? Ricardinho disse que deixa o Corinthians caso a diretoria acerte a volta de Marcelinho.Marcos Senna - Boa notícia para o São Caetano. O volante Marcos Senna conseguiu na Justiça uma liminar que o desvincula do Corinthians e lhe dá autorização para defender o Azulão. A decisão foi da juíza Alice Maria Guimarães Machado, da 3ª Vara do Trabalho de São Paulo.

Agencia Estado,

12 de janeiro de 2002 | 19h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.