Alex Silva/ Estadão
Alex Silva/ Estadão

'Estou com um pepino', diz Marcelo Odebrecht sobre a Arena Corinthians

Empresário reclama da construção do estádio em depoimento à Justiça Eleitoral

O Estado de S.Paulo

24 de março de 2017 | 10h38

O ex-presidente e herdeiro do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, declarou em depoimento à Justiça Eleitoral que o Itaquerão é um "pepino" para a construtora. Ele reclama principalmente que o Corinthians está em débito com a empresa.

"Moral da história: eu fiz uma coisa que não interessava para a gente. Hoje, estou com um pepino, porque a gente tem uma garantia com a Caixa Econômica Federal e o Corinthians não paga a gente", disse Odebrecht ao ministro Herman Benjamin do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), de acordo com reportagem publicada nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo.

O empresário também se queixou dos R$ 100 milhões gastos para montar as estruturas provisórias exigidas pela Fifa para que o Itaquerão recebesse o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014. "Só um exemplo claro: aí, o Corinthians lá assume uma responsabilidade de R$ 100 milhões para estruturas provisórias para a Copa. Aí, o Corinthians 'não tenho dinheiro'. Aí a prefeitura diz que vai pagar e não tem dinheiro. A Copa é daqui a noventa dias; ninguém cuidou das estruturas... eu estou na minha. Não é responsabilidade nossa. 'Aí, não, mas a Odebrecht tem que resolver'. Pô, como é que eu vou resolver?"

Marcelo Odebrecht, que está preso desde junho de 2015, disse ainda que decidiu construir o Itaquerão contra a sua vontade e que as garantias prometidas à construtora não foram cumpridas. "A gente só entrou na Arena Corinthians porque o governo tinha prometido financiamento para a realização da Copa do Mundo; aí depois não dão. Aí, eu passo uma grande parte do tempo lutando para conseguir o que eles tinham prometido para a gente entrar", reclamou.

O empresário afirmou também que a Vila dos Atletas dos Jogos Olímpicos do Rio foi outro projeto que a construtora entrou a contragosto. "A gente não queria entrar na Vila dos Atletas. Era um pepinaço! Não queria entrar na Copa. Não queria entrar em estádio", declarou Marcelo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.