Daniel Augusto Jr./Ag. Palmeiras
Daniel Augusto Jr./Ag. Palmeiras

'Estou feliz no Corinthians', diz Walter, sobre rumores de ida para o São Paulo

Goleiro diz estar chateado sobre o que chama de 'boatos' de uma transferência para o clube do Morumbi

O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2017 | 07h00

O goleiro Walter, do Corinthians, diz estar chateado sobre os rumores de uma possível transferência para o São Paulo. Em suas redes sociais, o jogador fez um desabafo, dizendo estar satisfeito no clube alvinegro e garantindo que ele próprio dará a notícia de alguma eventual transferência.

Dorival quer São Paulo com pontaria calibrada para o duelo contra Atlético-MG

"Muitos boatos nesses últimos dias... Tive que me expressar por aqui, porque já está ficando chato tudo o que tem sido falado", reclamou o goleiro. "Estou muito satisfeito e muito feliz no Corinthians, clube com o qual tenho contrato. Se caso alguma negociação aparecer, todos vão saber por mim."

No domingo, o técnico Fábio Carille disse que o nome do jogador vem sendo colocado em uma possível negociação que envolve também o lateral-esquerdo Reinaldo, emprestado à Chapecoense. "Desde o momento em que o São Paulo mostrou interesse pelo Walter, a gente já começou a pensar em alguma troca. Reinaldo é um dos laterais que me agrada, sim. Se acaso a negociação acontecer, provavelmente vai envolver alguma troca e o Reinaldo pode ser uma possibilidade", disse, no programa Terceiro Tempo.

Carille disse ter aconselhado Walter a ficar no Corinthians no meio do ano, quando o São Paulo procurou o goleiro pela primeira vez. "Ele veio perguntar minha opinião e eu falei que era para ele esperar um pouco naquele momento, ele também achou melhor, não chegou a um acordo também. Agora, sinceramente, não sei dizer se já fechou com o São Paulo", disse o treinador.

A transferência do goleiro é vista como certa por diversas pessoas ligadas ao jogador e ao Corinthians. A negociação deve ser sacramentada em dezembro. O São Paulo pagará um salário bem maior do que ele recebe no time alvinegro e deverá lhe garantir a condição de titular, algo que pesa bastante para o atleta decidir ir atuar no rival.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.