?Estrangeiros? devem disputar a Copa

A seleção brasileira que enfrenta hoje o Peru não deverá ter nem metade dos jogadores atuando como titulares na Copa do Mundo de 2002. A atitude do técnico Emerson Leão, de escalar uma base com atletas que defendem clubes do País, teve o objetivo de motivar o grupo e abrir o olho dos "estrangeiros". Nada além disso. Nomes como Rivaldo e Roberto Carlos têm presença confirmada no Mundial do Japão e da Coréia do Sul - se nenhuma surpresa ocorrer nas eliminatórias."Essa convocação para o jogo com o Peru não significa que os ?estrangeiros? estão sepultados", afirmou o coordenador técnico Antônio Lopes. Pelo contrário, ele deixa claro que os principais jogadores que atuam na Europa jamais deixaram de fazer parte dos planos da comissão técnica. O meia Rivaldo, por exemplo, eleito melhor jogador do mundo pela Fifa na penúltima temporada, só ficará fora da Copa se estiver machucado. O técnico Emerson Leão chegou a dizer que a não convocação do jogador para enfrentar o Peru foi "um prêmio" para o atleta, que anda desgastado física e emocionalmente pelos constantes compromissos no Barcelona e na seleção nos últimos meses.Lopes prefere, no entanto, evitar dizer que a seleção que joga hoje é passageira e que poucos terão novas chances, como Leomar e Washington, para não desanimar o grupo. "Não posso dizer que o Rivaldo tem lugar garantido na Copa do Mundo. E se ele morrer?" O coordenador lembrou que Luizão vinha aparecendo nas últimas listas e que um acidente, a contusão no joelho direito e a conseqüente cirurgia, o tirou das eliminatórias e da Copa América.O próximo compromisso da seleção será no dia 26 de maio. A equipe enfrentará o Verdy Kawasaki, em amistoso preparatório para a Copa das Confederações. A lista de convocados deverá ter algumas novidades, como a presença do zagueiro Roque Júnior, que não enfrentou o Peru por estar suspenso.O Brasil voltará a jogar pelas eliminatórias sul-americanos contra o Uruguai, em Montevidéu, no dia 1º de julho. O adversário recuperou a motivação após a vitória sobre o Chile por 1 a 0, terça-feira, em Santiago. Com o resultado, a equipe voltou a se aproximar da zona de classificação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.