Estrangeiros formarão base da Seleção

Uma seleção brasileira formada praticamente por jogadores que atuam na Europa vai ser convocada pelo técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, amanhã, às 15h, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Para o amistoso contra a Irlanda, em Dublin, no estádio Landsdowner Road Stadium, dia 18, o treinador ficou sem opção para chamar atletas do País, que na ocasião estarão atuando pela Taça Libertadores da América e a Copa do Brasil. Por ser um confronto realizado na Europa e em uma data autorizada pela Fifa, Parreira chamará todos os principais jogadores da seleção, como o meia Kaká, do Milan, além dos atacantes atacante Ronaldo, do Real Madrid, e Ronaldinho Gaúcho, do Barcelona. O lateral-esquerdo Roberto Carlos, do Real Madrid, que se recupera de uma contusão muscular na perna direita, também constará da lista, já que hoje ele voltou a treinar com bola. "A intenção é aproveitar o amistoso para reunir o time e já prepará-lo para a partida contra o Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, em 31 de março", disse Parreira. "Não terei muitos problemas para armar a equipe, porque a nossa base é a que foi pentacampeã Mundial e ela está toda atuando fora do Brasil." Sempre que indagado sobre a fragilidade da Irlanda, que está apenas na 14ª colocação no ranking da Fifa e não se classificou para a disputa da Eurocopa 2004, Parreira refutou a idéia e frisou a importância de estar com os jogadores e reunir a seleção. Destacou que esta deverá ser a única movimentação antes da partida contra os paraguaios, já que a equipe não terá tempo para treinar. Sobre os jogadores brasileiros, Parreira fez questão de ressaltar que vai poupar os clubes, por causa da disputa da Libertadores e da Copa do Brasil. Atentou para o fato de que está impedido de chamar qualquer atleta do Santos e Cruzeiro, já que ambos atuam pela competição continental, dia 18 contra o Guarani-PAR, e dia 17 contra o Santos Laguna-MEX, respectivamente. A restrição poderá fazer com que apareça alguma "surpresa" na lista de amanhã. Por causa das dificuldades em convocar jogadores no Brasil, Parreira deverá chamar no dia 10, quando completará a lista de 22 convocados, somente um goleiro. A tendência é a de que seja Marcos, do Palmeiras, ou Júlio César, do Flamengo. Ambos têm previstas partidas pela Copa do Brasil para o dia 18, mas poderão não ter que atuar, desde que suas equipes vençam por uma diferença de dois gols o confronto de ida. "Espero que as pessoas entendam e não fiquem falando que não chamei o Diego, o Robinho ou qualquer outro jogador porque estão queimados", disse Parreira referindo-se e elogiando os atletas da seleção Sub-23, que não conseguiram a classificação do Brasil para os Jogos Olímpicos de Atenas. "Sou obrigado a dispensá-los por causa dos jogos da Libertadores."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.