Estratégia palmeirense: ficar atrás

A crise técnica do futebol brasileiro parece não preocupar o técnico do Palmeiras, Celso Roth. Os torcedores saudosos de um estilo criativo não devem esperar ofensividade da equipe no jogo desta quarta-feira, às 19h30, contra a Universidad de Chile, em Santiago. A tática está praticamente definida: três zagueiros e apenas um homem de criação nesta partida, que marca a estréia palmeirense na Copa Mercosul. O argumento para justificar seu esquema é o mesmo de seus colegas no chamado "futebol da modernidade". "Trata-se de uma situação que dá consistência ao time neste momento", ressaltou Roth. Para o treinador, as características do atual grupo também o levaram a optar por esse sistema, com Galeano como terceiro zagueiro. Magrão e Fernando serão os volantes e Lopes, o armador. Somente o lateral-direito Arce e o lateral-esquerdo Misso, que também estréia no clube, terão liberdade para apoiar. Cautela é a palavra-chave de Roth. Com a saída de Alex e Felipe, que atuaram no primeiro semestre no Palmeiras, o técnico radicalizou em seu discurso defensivista. "Precisamos levar em conta que é a nossa estréia, fora de casa e com o time em transição", alertou. Roth, inclusive, exigiu moderação dos atacantes. Recomendou para que Donizete ajude também no primeiro combate do meio-de-campo. "Ele é um atleta moderníssimo. Faz a cobertura do meio e avança. Adquiriu esta cultura tática quando atuou no México", elogiou. Donizete faz sua primeira partida pelo clube hoje, em um jogo oficial, e formará a dupla de ataque com Tuta. Fábio Júnior, mesmo punido na Itália por uso de passaporte falso, será opção no banco. Na opinião de Arce, o importante é o time adaptar-se a diferentes esquemas, em função das circunstâncias. "Um 4-4-2 também pode ser defensivo", observou. Arce é experiente nesta competição sul-americana. Esteve presente nas três edições da Mercosul pelo Palmeiras, chegando à final em todas. Segundo o lateral, apesar de jogar fora de casa, o time precisa somar pontos para não ficar muito atrás do Grêmio, que estreou domingo com vitória por 4 a 2 sobre o River Plate, pelo Grupo E. O zagueiro Paulo Turra, por sua vez, não renovou contrato e se transferiu para o Boa Vista, de Portugal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.