Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

Estreante Fernandão marca e Palmeiras vence clássico contra o Corinthians

Time alviverde ganha por 2 a 1, de virada, mas corintianos levam título simbólico do primeiro turno

Gabriel Melloni, Agência Estado

28 de agosto de 2011 | 18h23

SÃO PAULO - O Palmeiras contou com a estrela do estreante Fernandão para vencer o Corinthians, neste domingo, no Prudentão, pela 19.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em Presidente Prudente. O jogador, que entrou no decorrer da partida, marcou no início do segundo tempo o gol que definiu o triunfo, por 2 a 1.

Com o resultado, o time do técnico Luiz Felipe Scolari, que não esteve no banco de reservas por conta de uma punição, chegou aos 32 pontos, na sexta colocação. Já o Corinthians contou com os empates de Flamengo e São Paulo, segundo e terceiro lugares, respectivamente, para garantir a primeira colocação, com 37 pontos, e conquistar o simbólico título do primeiro turno.

Assim, o Palmeiras encerrou um tabu de cinco partidas sem vencer no campeonato nacional, enquanto o rival segue em má fase e chega à segunda derrota consecutiva, após um grande início de competição, quando conseguiu nove vitórias em dez jogos.

Na próxima rodada já nesta quarta-feira, a primeira do segundo turno, o Corinthians, tentará a reabilitação diante do Grêmio, no Pacaembu. Já o time do Palestra Itália viaja ao Rio de Janeiro para enfrentar o Botafogo, no mesmo dia.

O jogo. O Palmeiras entrou em campo de branco, sem seu tradicional uniforme verde, por causa do forte sol, o que fez com que o Corinthians atuasse com sua camisa preta e sofresse mais com o calor. O goleiro Marcos vestia o número 97, por conta do 97.º aniversário do clube, ocorrido no último dia 26 de agosto.

O Corinthians, no entanto, não se importou com as festividades do rival e começou melhor a partida, principalmente com as jogadas de Emerson, que substituiu Alex e apareceu com destaque no primeiro tempo.

Mas o Palmeiras logo reagiu. Aos 8 minutos, Kleber perdeu uma grande chance, de cabeça, após ótima tabela entre Patrik e Márcio Araújo, pela direita. Quando parecia que a equipe assumiria o comando da partida, acabou sofrendo o primeiro gol.

O lateral Ramon fez grande jogada pela esquerda, passou por dois marcadores e chutou em cima de Marcos. No rebote, a bola sobrou para Emerson, na direita. O atacante tentou fazer o cruzamento, Henrique não conseguiu cortar e a bola foi direto para o gol, no canto direito do goleiro.

O gol animou o Corinthians, que passou a pressionar e logo depois teve mais um bom momento, com Paulinho, que chutou sem direção. Preocupado, o auxiliar Flávio Murtosa decidiu colocar o time para o ataque e promoveu a estreia do centroavante Leandrão, recém-contratado junto ao Guarani, no lugar de Patrik.

Aos 21 minutos, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira ordenou uma parada técnica por conta do forte calor que fazia em Presidente Prudente. O intervalo pareceu ter esfriado os jogadores, que deixaram o jogo morno. Apenas aos 31 minutos aconteceu um momento de emoção, com Liedson, que recebeu na entrada da área e tentou bater por cobertura. A bola passou perto do travessão.

Aos 34 minutos, o empate. Sempre perigoso nas bolas paradas, Marcos Assunção bateu escanteio para dentro da área, Julio Cesar saiu mal, não conseguiu afastar o perigo e a bola sobrou para Luan. O atacante bateu forte para o gol vazio e deixou o placar em 1 a 1.

O segundo tempo começou diferente do primeiro, com o Palmeiras dominando. E logo chegou à virada, aos 6 minutos. A zaga do Corinthians deu bobeira e se esqueceu de Fernandão. O estreante recebeu ótimo lançamento de Marcos Assunção, dentro da área, sozinho, matou no peito e tocou com tranquilidade na saída do goleiro Julio Cesar, marcando um belo gol e fazendo 2 a 1.

O gol desanimou a equipe do Parque São Jorge, que não conseguia reunir forças para reagir. O técnico Tite colocou Willian e Morais, tentando lançar o time ao ataque, mas nada parecia surtir efeito. Assim, o Palmeiras se aproveitava da intranquilidade do rival para fugir no contra-ataque.

Aos 24 minutos, Emerson perdeu grande chance de deixar tudo igual. Ele recebeu bom passe de Liedson dentro da área, mas bateu fraco, em cima de Marcos, que não teve problemas para agarrar.

Com Morais, único meia em campo, apagado, o Corinthians não conseguia criar boas chances. Pelas laterais, Ramon fazia uma boa partida pela esquerda, sendo uma opção bastante acionada, mas o zagueiro Wallace, improvisado na direita, encontrava dificuldades no ataque. Assim, Tite colocou Edenílson em seu lugar.

Mas quem teve uma grande oportunidade foi o Palmeiras. Luan, que fazia grande partida, recuperou bola na intermediaria, fez grande jogada, pedalou para cima de Ramon, mas chutou à direita de Julio Cesar.

Pouco criativo, como vem sendo nos últimos jogos, o Corinthians não conseguia imprimir pressão no Palmeiras, que limitava-se a defender. Aos 43, Liedson ainda tentou, de fora da área, mas Marcos fez uma grande defesa. Assim, o placar terminou mesmo em 2 a 1.

PALMEIRAS 2 X 1 CORINTHIANS

PALMEIRAS - Marcos; Márcio Araújo, Henrique, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Chico, Marcos Assunção (João Vitor), Patrik (Fernandão) e Valdivia; Luan e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

CORINTHIANS - Julio Cesar; Wallace (Edenílson), Chicão, Leandro Castán e Ramon; Ralf, Paulinho e Danilo (Willian); Emerson, Liedson e Jorge Henrique (Morais). Técnico: Tite.

Gols - Emerson, aos 18, e Luan, aos 34 minutos do primeiro tempo. Fernandão, aos 6 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Gabriel Silva, Chico, Valdívia e Luan; Leandro Castán, Jorge Henrique e Paulinho.

Árbitro - Luiz Flávio de Oliveira (SP).

Renda - R$ 962.666,00.

Público - 36.239 pagantes.

Local - Estádio Prudentão, em Presidente Prudente (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.